No Maranhão, vereador joga R$ 300 mil em notas da janela: “e diz, que recebeu suborno do prefeito”

Publicado às 9h 25, desta terça (8)

Nesta sexta (4), o vereador Sababá Filho (PCdoB), de Cândido Mendes (MA), gerou confusão na cidade ao jogar dinheiro pela janela da Câmara. Ele disse ter recebido R$ 300 mil do prefeito Facinho (PL) para desistir do mandato, mas fez um discurso na Casa rasgando a carta de renúncia.

Foto: Piauí Noticias.

A cidade vive uma crise política por conta de conflitos envolvendo o prefeito, seu grupo político e vereadores da oposição. Em junho, quatro vereadores da base de Facinho foram cassados por suposta quebra de decoro parlamentar, o que fez com que a oposição tivesse maioria na Câmara para cassar o prefeito.

A crise chegou ao seu ápice hoje, quando Sababá disse ter recebido o valor do prefeito para renunciar. Após anunciar que não renunciaria, o vereador pegou notas de sua mochila e jogou pela janela da Câmara.

A população se amontoou para pegar o dinheiro descartado pelo político. Veja:

O prefeito Facinho afirmou que não teve contato com o vereador e que vai processá-lo por calúnia e difamação após o episódio.

“O prefeito soube foi que o referido vereador preparou carta de renúncia, tendo comparecido pessoalmente a um Cartório, em São Luís-MA, reconheceu sua assinatura no referido documento e o protocolou na Câmara Municipal, na tarde de ontem (03/08/2023); e por fim, o que se sabe é o que referido vereador estava desesperado, por ter tentado me cassar e não ter conseguido, por não ter fundamentos legais, tampouco quórum necessário para cassação, não tendo para este prefeito nenhuma utilidade em sua renúncia ou não, sendo insignificante a sua saída da Câmara. Tudo não passou de uma simulação para criar tumulto e aparecer”, disse o prefeito em nota.

Fonte:  Caique Lima (o essencial) | para, Neto Gaia com G1.

Neto Gaia

Trabalhamos com a verdade; doa em quem doe !

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *