George Duarte e Eduardo da Fonte comemoram destinação de R$ 1,3 milhão e retroescavadeiras para Santa Maria

(Atualizado às – 21h )

O prefeito de Santa Maria da Boa Vista, George Duarte (PP), está em Recife para cumprir uma série de agendas com lideranças políticas de Pernambuco. Na tarde dessa segunda-feira (17), o gestor se reuniu com o deputado federal Eduardo da Fonte (PP) para alinhar projetos que serão colocados em prática no município. A parceria política já rendeu mais de R$ 1,3 milhão para Santa Maria apenas no ano de 2021.

“É gratificante ver e saber que a nossa força política transformará o futuro de Boa Vista. Através de uma importante parceria com o deputado Eduardo da Fonte já conseguimos mais de R$ 1,3 milhão para a saúde boavistana e, no próximo mês, duas retroescavadeiras novinhas estarão chegando para atender a população”, comemorou o prefeito.

No encontro ficou acordado que, em breve, mais recursos serão alocados para Santa Maria da Boa Vista com o intuito de beneficiar também outros setores relevantes. “Estamos apenas começando. Logo outras emendas serão destinadas e vamos implementar ainda mais força no nosso ritmo de trabalho”, concluiu George 👇

Pode ser uma imagem de 1 pessoa e em pé

Também participaram da reunião o secretário estadual de Agricultura, Claudiano Martins, o presidente da Juventude Progressista, Lula da Fonte, o prefeito de Palmares, Júnior de Beto, o presidente do Lafepe, Doutor Plinio, e os ex-prefeitos Joaquim Neto (Gravatá) e Beto Melo (Palmares).

Serra Talhada-PE: Luciano Duque prepara-se para receber 4 industrias, fortalecendo emprego & renda na capital do xaxado

(Atualizado às – 12h 50)

O ex-prefeito de Serra Talhada Luciano Duque (PT), pré-candidato a deputado estadual, postou uma boa notícia em suas redes sociais, nessa sexta-feira (14), informando que está avançando a obra de terraplanagem do condomínio industrial, às margens da BR-232. Segundo ele, a área está sendo preparada para aportar quatro industrias na capital do xaxado. Duque aproveitou para agradecer o empenho da prefeita Márcia Conrado👇

Prefeita Márcia Conrado anuncia hoje equipe de governo – Rádio Cultura 929  Fm Serra Talhada
(Prefeita: Márcia Conrado)

“Fui olhar de perto a obra de terraplanagem que está sendo realizada no Condomínio Industrial de Serra Talhada, mais uma ação do governo Márcia Conrado, que vai fortalecer a economia e a geração de emprego e renda. Tive a felicidade e implantar esse condomínio industrial olhando para o futuro e acreditando na chegada de indústrias em nossa terra, e ver que aquilo que idealizamos está tendo continuidade, muito nos alegra”, reforçou o ex-prefeito.

Fonte: Blog do Magno ao Portal Neto Gaia.

ELEIÇÕES 2022: Marília avança na primeira pesquisa para Governo de Pernambuc🌈

(Atualizado às – 11h 50)

Faltando um ano e seis meses para as eleições de 2022, o Instituto Opinião, de Campina Grande (PB), foi a campo, com exclusividade para este blog, aferir o primeiro e inédito cenário na disputa para o Governo de Pernambuco.

No quadro em que aparecem todos os prováveis candidatos, Marília Arraes (PT) lidera numa posição bastante confortável. Apontado como nome natural das forças governistas, o ex-prefeito do Recife Geraldo Júlio (PSB) não parece competitivo. Está abaixo de Raquel Lyra (PSDB) e de Anderson Ferreira (PL), além de despontar como o mais rejeitado entre todos os pré-postulantes👉

Se as eleições para governador fossem hoje, Marília teria 26,8% dos votos, três vezes a mais do que Raquel Lyra, que aparece em segundo lugar, com 9%, seguida de Anderson, com 7,4%. Geraldo Júlio vem em seguida, mas empatado, tecnicamente, com Miguel Coelho (MDB). Tem 6,7% e Miguel 5,6%. Também incluído entre os pré-candidatos, o ex-ministro José Múcio Monteiro (sem filiação partidária) aparece com 3,3%. Colocado como opção governista, o secretário da Casa Civil, Zé Neto, embora seja o mais desconhecido de todos, ainda foi citado por 2,1% dos entrevistados👉

Pode ser uma imagem de 1 pessoa e texto

Brancos e nulos somam 19% e indecisos formam um batalhão de 20%. Na espontânea, modelo pelo qual o entrevistado é estimulado a citar o nome do candidato sem o auxílio da lista, Marília também lidera. Aparece com 6,6%, seguida de Raquel, com 3,7%, Anderson (1,6%), Geraldo (1,4%), José Múcio e Zé Neto, ambos com 0,5%. Neste cenário, os indecisos sobem ao impressionante índice de 68,2% e brancos e nulos ficam na faixa dos 13,3%👉

Quando o Opinião pesquisa o cenário entre todos os candidatos, trocando o nome de Marília Arraes pelo do senador Humberto Costa (PT), quem passa a liderar, numericamente, embora num cenário de empate técnico, é Raquel Lyra, prefeita de Caruaru, apontada com pré-candidata do PSDB ao Palácio das Princesas👉

Neste cenário, se as eleições fossem hoje, a prefeita da capital do Agreste seria a mais votada, com 11,3% dos votos, seguida de Humberto, com 9,9% e Geraldo Júlio, com 9%. Anderson vem em seguida, com 7,8%, Miguel Coelho aparece na sequência, com 5,8%, José Múcio chega a 3,6% e Zé Neto, 2,4%. Brancos e nulos representam 23,8% e indecisos chegam a 26,4% dos eleitores consultados👉

Quanto à rejeição, Geraldo Júlio é o primeiro. Entre os que disseram que não votariam nele de jeito nenhum, 10,3%. Marília vem seguida, com uma taxa de 8% de eleitores que não votariam nela em nenhuma hipótese, seguida de José Múcio (7%), Zé Neto (5%), Raquel Lyra (3,5%), Anderson (3,1%) e Miguel Coelho, o menos rejeitado, com 2,6% dos eleitores que disseram que não votariam nele de jeito nenhum👉

A pesquisa foi a campo entre os dias 7 e 11 últimos, sendo aplicados dois mil questionários em 80 municípios de todas as regiões do Estado. O intervalo de confiança estimado é de 95,5% e a margem de erro máxima estimada é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos. A modalidade de pesquisa adotada envolveu a técnica de Survey, que consiste na aplicação de questionários estruturados e padronizados a uma amostra representativa do universo de investigação. Foram realizadas entrevistas pessoais e domiciliares.

Fonte: Blog do Magno ao Portal Neto Gaia.

Prefeito Bruno Covas não consegui verncer o câncer e morre aos 41 anos em São Paulo

(Publicado às – 10h 25)

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB-SP), morreu hoje, aos 41 anos. Ele estava em tratamento contra um câncer que surgiu entre o esôfago e o estômago e se espalhou por outras partes do corpo. O tucano estava internado no Hospital Sírio-Libanês, na região central da capital, desde 2 de maio. No dia seguinte, ele foi intubado e levado à UTI (Unidade de Terapia Intensiva) após ter diagnosticado um sangramento no local onde foi constatado o câncer pela primeira vez.

Ele permaneceu um dia na UTI e posou com o filho em 4 de maio para celebrar a melhora. Nos dias seguintes, o prefeito recebeu as visitas do governador de São Paulo, João Doria (PSDB), e do prefeito em exercício Ricardo Nunes (MDB), mas o quadro teve uma piora nesta sexta-feira (14) e Covas não resistiu, deixando um filho de 15 anos. Nunes assumirá a prefeitura em seu lugar.

O tucano descobriu a doença em outubro de 2019 ao ser internado para tratar de uma infecção de pele. O tumor chegou a diminuir em 2020, mas outros reapareceram em novos pontos do fígado em fevereiro deste ano. Em abril, foram identificados também nos ossos. Em 2 de maio, foi internado no Sírio-Libanês, foi levado à UTI no dia seguinte e deixou a unidade em 4 de maio.

Porém, o estado clínico se agravou em 14 de maio. Às 19h30, o boletim médico assinado pelos médicos Luiz Francisco Cardoso e Ângelo Fernandez anunciou que o quadro era irreversível. A morte foi confirmada posteriormente.

Em sua trajetória política, inspirada no avô Mário Covas, o ex-prefeito foi deputado estadual por dois mandatos, deputado federal por dois anos, secretário na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB) no governo de São Paulo e assumiu como vice-prefeito da capital em 2015. Em 2018, Bruno Covas assumiu a prefeitura quando o então prefeito João Doria (PSDB) lançou-se ao governo. Dois anos depois, o prefeito foi reeleito em segundo turno.

Durante a maior parte do tratamento, Covas seguiu à frente da Prefeitura de São Paulo. No ano passado, ele foi diagnosticado com covid-19, mas ainda pôde participar da reta final da campanha eleitoral na qual foi reeleito.

Covas foi internado pela primeira vez no Hospital Sírio-Libanês, região central da capital paulista, em 23 de outubro de 2019 para tratar de uma infecção de pele. Ele foi diagnosticado com erisipela, uma inflamação causada por bactérias que infectam ferimentos como picadas de insetos e micoses.

Exames logo revelaram um quadro de trombose venosa das veias fibulares e, dois dias depois, foi encontrado um tumor maligno no quadro digestivo, entre o esôfago e o estômago, com uma metástase única no fígado.

O prefeito passou a fazer quimioterapia, em um total de oito sessões, no fim de outubro e, segundo os boletins médicos, reagia bem ao tratamento. Em dezembro de 2019, no entanto, ele teve uma hemorragia interna no fígado e foi encaminhado a UTI do Sírio-Libanês.

Com a quimio, o tumor chegou a diminuir. Em novembro do ano passado, pouco antes de sua reeleição como prefeito, Covas comentou que já havia realizado oito sessões de quimioterapia que fizeram “sumir” dois dos seus três tumores, e passou para a imunoterapia (tratamento para fortalecer o sistema imune).

Em fevereiro deste ano, exames de rotina indicaram o surgimento de novos tumores em outro ponto do fígado, que se alastraram também para os ossos em um exame identificado em abril. Com isso, a imunoterapia também foi adicionada ao tratamento.

Neste ano, Covas chegou a ficar internado nos períodos de quimio e despachava do hospital. Mas em 2 de maio, o quadro voltou a piorar, ele foi internado no Sírio-Libanês e decidiu tirar licença de 30 dias, seguindo orientação médica. No dia seguinte, foi intubado e levado à UTI após apresentar um sangramento no estômago.

Ele deixou a UTI em 4 de maio, comemorou a melhora com uma foto ao lado do filho por “mais uma batalha vencida”. Nos dias seguintes, o político recebeu a visita de Nunes, seu substituto na prefeitura, e Doria. Em 13 de maio, ele postou uma foto com o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia, que anunciou no dia seguinte a filiação ao PSDB. Foi a última imagem de Covas antes da piora no dia seguinte que culminou na sua morte.

Covas nasceu em abril de 1980 em Santos, no litoral paulista. Filho do engenheiro Pedro Mauro Lopes e de Renata Covas Lopes, ele era mais lembrado por ser neto de Mário Covas, ex-governador de São Paulo (1995-2001).

Em Santos (SP), estudou em dois dos principais colégios particulares da cidade, até se mudar para a capital em 1995. Cursou direito no Largo São Francisco, pela USP (Universidade de São Paulo), e economia pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo). Formou-se nas duas, mas não exerceu nenhuma das profissões para seguir os passos do avô, engajando-se na política.

Pai de um filho adolescente, Tomás —que apareceu em diversos eventos públicos com ele no último ano —, Covas era divorciado desde 2014 e morava em um flat na Barra Funda, zona oeste da capital. Em 2017, decidiu mudar radicalmente de estilo de vida e de visual: emagreceu quase 20 quilos, raspou o cabelo e deixou a barba crescer.

Era tido por amigos e familiares como um homem bem-humorado, muito família e esforçado. Antes da pandemia do coronavírus, além das corridas no Parque Ibirapuera e das idas à academia, ele deixava parte do seu tempo livre para ir a festas e eventos culturais.

Covas se envolveu com política desde jovem. Em 1998, ao completar 18 anos, filiou-se ao PSDB, fundado pelo avô e sigla do então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso. Logo ingressou na Juventude Tucana, ala jovem do partido, da qual foi presidente nacional entre 2007 e 2011.

Enfrentou a primeira campanha em 2004, aos 24 anos, como vice da chapa puro-sangue de Raul Christiano à Prefeitura de Santos, mas a candidatura terminou em quarto lugar. Nos dois anos seguintes, foi assessor do PSDB na Alesp (Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo), local onde ocuparia o primeiro cargo público.

Covas foi eleito deputado estadual por São Paulo em 2006 e reeleito em 2010, com 236 mil apoiadores, maior votação no estado naquele ano. Na Alesp, integrou as comissões de Direitos Humanos e de Defesa dos Direitos do Consumidor, quando ajudou a aprovar a Nota Fiscal Paulista.

Em 2011, deixou a Alesp para assumir a Secretaria do Meio Ambiente do governo Geraldo Alckmin (PSDB), cargo que ocupou até 2014, quando concorreu a deputado federal e foi, mais uma vez, eleito.

Na Câmara dos Deputados, em Brasília, apoiou ativamente o processo de impeachment da então presidente Dilma Rosseff (PT), em abril de 2016, e, cinco meses depois, ajudou a compor a base do governo Michel Temer (MDB) ao votar a favor da PEC do Teto de Gastos.

Em 2016, Covas mais uma vez deixou o cargo de deputado, no mandato que acabaria em 2018. Ele foi eleito vice-prefeito de São Paulo na chapa de João Doria (PSDB). Nas prévias, o empresário era uma aposta ousada de Alckmin e só ganhou o apoio de Bruno Covas no segundo turno, depois de derrotar Ricardo Tripoli.

Covas acabou assumindo a prefeitura em abril de 2018, no dia em que completou 38 anos, quando Doria decidiu concorrer ao governo do estado. No início da gestão, procurou seguir os passos do antecessor na postura econômica, mas procurou estabelecer uma relação mais próxima e humana com as subprefeituras.

Em junho do ano passado, quando já enfrentava o câncer, Covas foi diagnosticado com covid-19 e permaneceu isolado.

Mesmo com o tratamento agressivo, concorreu à reeleição e foi ativo nos debates. Acabou reeleito no segundo turno, com 59% dos votos sobre Guilherme Boulos (PSOL).

Covas deixa a prefeitura com marca de construtor. Em 2020, ano eleitoral, transformou a cidade em um canteiro de manutenção de calçadas e ruas. Também acabou 12 CEUs (Centros Educativos Unificados) que estavam parados desde 2015 e transformou o Largo do Anhangabaú em uma área concretada de multieventos.

Partida vibrante entre CSA ⚽ CRB, mais não sairão do empate ‘primeiro jogo da final do Alagoano’

(Atualizado às – 19h 45)

CSA e CRB se enfrentaram pelo primeiro jogo da final do Campeonato Alagoano, na tarde deste sábado (15), no Estádio Rei Pelé, em Maceió. A partida terminou em 0 a 0.

Em campo, o Azulão do Mutange tenta seu 40° título estadual, enquanto o Galo visa a sua 32ª taça do Campeonato Alagoano.

As duas equipes, mais uma vez, não demonstraram um bom futebol. Em um duelo morno, as equipes pouco produziram lances de perigo.

Os dois maiores clubes alagoanos voltam a campo no próximo sábado (22), também no Estádio Rei Pelé. Quem vencer, fica com o título estadual. Em caso de empate, a final será decidida nos pênaltis.

Fonte: Alagoas 24 horas ao portal Neto Gaia.

SANTA MARIA-PE: George Duarte e Antônio Coelho vistoriam obras da Barragem do Estreito e Estação nobre Tratamento de Água em Caraíbas

(Atualizado às – 17h 38)

Fonte: Olímpio Amorim 🖥️✍️

O sábado (15) foi de agenda extensa para o prefeito de Santa Maria da Boa Vista, George Duarte (PP), e o deputado estadual Antônio Coelho (DEM). Acompanhados do superintendente da Codevasf, Aurivalter Cordeiro, de vereadores e lideranças locais, eles vistoriaram a obra da Barragem do Estreito, que está próxima de ser concluída e armazenará 8.800.000 m3 de água. Foram investidos mais de R$ 3 milhões para atender 600 famílias da região.

“Essa obra trará mais dignidade e qualidade de vida para centenas de famílias. São mais de R$ 3 milhões investidos pela Codevasf através de uma atuação firme do senador Fernando Bezerra Coelho e dos deputados Fernando Filho e Antônio Coelho. Não há dúvida que com união e força política transformaremos o futuro de Boa Vista”, afirmou o prefeito George Duarte.

O grupo aproveitou a ocasião e também vistoriou a Estação de Tratamento de Água do distrito de Caraíbas. A localidade será abastecida com água do Rio São Francisco que, após tratamento, contemplará as casas de mais de 2 mil habitantes da região. “Um equipamento muito importante, que fará toda a diferença na vida de quem tanto precisa de acesso à água, bem natural imprescindível para a existência humana”, comemorou Antônio Coelho.

Pode ser uma imagem de 2 pessoas e pessoas em pé

Ainda sobrou tempo para que o grupo percorresse diversas ruas do distrito, com o intuito de realizar um levantamento das principais necessidades da localidade. “Saímos de Caraíbas com um planejamento para os próximos meses e anos. Com certeza bons projetos estão a caminho”, finalizou o prefeito George Duarte 📣 👇

LONGO SANTA MARIA
(Imagem: Olímpio Amorim 📹)
Pode ser uma imagem de uma ou mais pessoas, pessoas em pé e ao ar livre
Pode ser uma imagem de 2 pessoas, pessoas em pé e ao ar livre