Consequências do vazamento de óleo nas praias do Estado voltam a repercutir em Plenário

FONTE: REDAÇÃO ALEPE | AO PORTAL NETO GAIA / FOTO – ILUSTRATIVA

ATUALIZADO POR – NETO GAIA | Tragédia ambiental que acometeu as praias nordestinas, atingidas por toneladas de óleo cru de origem desconhecida, foi novamente tema de debates na Alepe. Nesta terça (22), o assunto motivou os pronunciamentos dos deputados Marco Aurélio Meu Amigo (PRTB), José Queiroz (PDT) e Clodoaldo Magalhães (PSB), que elogiaram a mobilização da população na retirada do material, sugeriram medidas emergenciais a serem tomadas pelas autoridades públicas e defenderam um debate não ideologizado sobre a questão. 

SEGUI APÓS PUBLICIDADE: FOTO-RODRIGO VIANA

Primeiro parlamentar a usar a tribuna, Marco Aurélio pediu que a preocupação coletiva com a limpeza das praias se torne um ato permanente da sociedade. “Que esse espírito em defesa do nosso litoral continue, mesmo quando passar esta catástrofe”, pontuou, também criticando o possível uso político da tragédia.  “Infelizmente, há um deputado federal querendo tirar proveito dessa catástrofe ao propor uma CPI que não vai trazer resultados, mas apenas promoção pessoal”, acrescentou.

QUEIROZ - “Acredito no empenho do governador para tomar as providências.” Foto: Roberto Soares

QUEIROZ – “Acredito no empenho do governador para tomar as providências.” Foto: Roberto Soares

“Acredito no empenho do governador Paulo Câmara para tomar as providências necessárias a evitar que este dano se estenda”, disse o deputado José Queiroz, que fez cinco sugestões ao Executivo Estadual: promover avaliação técnica do nível de contaminação dos animais marinhos; orientar a população sobre a existência de riscos ao se alimentar desses peixes; realizar comunicação pública sobre os riscos do contato com o óleo cru; promover campanha nacional para assegurar o fluxo de turismo ao litoral pernambucano; e garantir socorro financeiro a pescadores e marisqueiros.

Já Magalhães frisou que as primeiras manchas foram detectadas há 60 dias, e que, desde então, houve “uma completa inércia” do Governo Federal. Para ele, versões sem comprovação, de que teriam sido ações ecoterroristas de ONGs ou iniciativa intencional do Governo Federal, buscam “ideologizar o debate”. Ele cobrou que a União faça uma apuração profunda para punir os responsáveis e restaure os biomas atingidos. 

MAGALHÃES - “União deve fazer uma apuração profunda para punir responsáveis.” Foto: Roberto Soares

MAGALHÃES – “União deve fazer apuração profunda para punir responsáveis.” Foto: Roberto Soares

“Hoje, há uma absoluta falta de informação. Não se sabe se o derramamento acabou, a dimensão do dano, se as correntes marítimas estão sendo monitoradas, onde vão ser os próximos focos e se outras praias vão ser atingidas”, prosseguiu. Ele também ressaltou a mobilização da população e das prefeituras na limpeza das praias, destacando as ações em Tamandaré, no Litoral Sul do Estado.

Antônio Moraes (PP) também parabenizou a população de Tamandaré, em aparte. O deputado Doriel Barros (PT), por sua vez, defendeu a antecipação do pagamento do seguro-defeso aos pescadores afetados. Para Teresa Leitão (PT), o ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, que esteve hoje em Pernambuco, não atendeu às reivindicações do Estado por materiais para limpeza das praias. Segundo João Paulo (PCdoB), os cinco mil militares que reforçarão a coleta a partir de hoje tampouco receberam equipamentos e estrutura.

A deputada Fabíola Cabral (PP), que participou de mobilização na praia de Itapuama, no Cabo de Santo Agostinho, relatou a tristeza com o ocorrido, mas disse ter sentido também  “orgulho da população pernambucana”. “O exemplo que fica é da união do povo nordestino, da valentia, do amor a sua terra e à natureza”, endossou o deputado Alberto Feitosa (SD). 

APARECIDA-GO: Em foco, Cidade Administrativa Recebe 16 veículos Novos para Atendimento das Demandas Internas

Fonte: Maria Jessyca Queiroz | Foto: Claudivino Antunes

Visando promover a melhoria do trabalho das 11 secretarias que compõem a Cidade Administrativa, o prefeito Gustavo Mendanha e o secretário Municipal de Administração, Carlos Moreira, entregaram na manhã desta terça-feira, 22, 16 novos carros. Os veículos, que comporão a frota de veículos leves do município, irão reforçar o atendimento realizado pelas pastas localizadas no novo prédio da Prefeitura.

Segundo o prefeito, o objetivo da nova aquisição é economizar em manutenção e renovar a frota. “Temos atuado firme para renovar a frota e promover a economia com a manutenção dos veículos. Começamos o trabalho pela Saúde com a aquisição de novas ambulâncias do SAMU. E agora, com esse investimento, vamos economizar mais, pois os carros mais antigos gastam muito com combustível e manutenção. Queremos modernizar a administração prestando serviço com mais eficiência, e claro, isso vem beneficiar a população de Aparecida”, destacou.

Os novos veículos da marca Volkswagen, modelo Polo, foram adquiridos com recursos próprios da Prefeitura, no valor de R$ 877 mil. “Esse investimento vai gerar uma economia mensal de R$ 70 mil. Tínhamos uma frota mais antiga que será substituída por essa nova. Isso vai agilizar a mobilidade das secretarias que vão usar os veículos”, explicou o secretário de Administração e Recursos Humanos, Carlos Moreira.

A Diretoria de Veículos Leves é ligada à Secretaria de Administração e é a responsável pela frota de carros do município. Segundo o diretor Leonardo Alves, o investimento era necessário. “Esses carros vieram em uma boa hora, pois nossa frota era antiga e não atendia bem a demanda. Com isso vamos melhorar o transporte da Prefeitura”, pontuou.

PUBLICIDADE:

Deputados Repercutem Vazamento de óleo na Costa Pernambucana

FONTE: REDAÇÃO ALEPE | AO PORTAL NETO GAIA / FOTO: ILUSTRATIVA.

O vazamento de óleo que atinge a costa de Pernambuco e outros Estados do Nordeste ganhou destaque na Alepe, nesta segunda (21). Durante a Reunião Plenária, parlamentares discutiram as ações adotadas pelos Governos Federal e Estadual diante da tragédia e a mobilização feita por prefeituras e voluntários para limpar as praias do Litoral Sul. Também foram propostas a criação de uma Comissão Especial e a realização de uma audiência pública para encontrar soluções e discutir medidas preventivas.

Primeira a falar do assunto, a deputada Teresa Leitão (PT) registrou a moção aprovada no domingo (20), durante o 7º Congresso Estadual do Partido dos Trabalhadores em Pernambuco. O documento aponta descaso do governo do presidente Jair Bolsonaro ao não buscar impedir que as manchas de óleo atingissem as praias. De acordo com ela, a atitude do governante foi ideológica ao acusar, sem confirmação, a Venezuela pelo desastre, em vez de tomar as medidas necessárias para evitar o sofrimento do povo.

No pronunciamento, Teresa enfatizou que o vazamento atingiu estuários e santuários ecológicos. “Apesar do esforço do Governo do Estado e dos voluntários para recolher os rejeitos, não é possível que o Governo Federal diga que não pode fazer nada e dificulte toda a proteção que deveria conceder”, disse.

COLEGIADO - João Paulo Costa propôs a criação de uma Comissão Especial na Alepe para discutir as consequências do desastre ambiental. Foto: Roberto Soares

COLEGIADO – João Paulo Costa propôs a criação de uma Comissão Especial na Alepe para discutir as consequências do desastre ambiental. Foto: Roberto Soares

João Paulo Costa (Avante) propôs a criação de uma Comissão Especial na Alepe para discutir os impactos do vazamento de óleo. O grupo deve visitar os locais afetados e ouvir entidades públicas e movimentos da sociedade civil, para saber o que está sendo feito e traçar estratégias para a prevenção de novos desastres ambientais. O parlamentar destacou os setores da pesca, do turismo e o meio ambiente como sendo os mais afetados.

“Esse está sendo considerado, pelo Ibama, o maior desastre ambiental do Brasil em extensão. Mais de 600 toneladas de resíduos foram retiradas de praias nordestinas. É de extrema importância trazer esta discussão para a Casa”, enfatizou o parlamentar. Ele repercutiu, ainda, a decisão da Justiça Federal que determinou à União a adoção de medidas para recolher o óleo que atinge o litoral e proteger áreas sensíveis do Estado.

DEBATE - Presidente da Comissão de Meio Ambiente, Wanderson Florêncio quer audiência pública para cobrar esclarecimentos dos órgãos competentes. Foto: Roberto Soares

DEBATE – Presidente da Comissão de Meio Ambiente, Wanderson Florêncio quer audiência pública para cobrar esclarecimentos dos órgãos competentes. Foto: Roberto Soares

Presidente da Comissão de Meio AmbienteWanderson Florêncio (PSC) solicitou a realização de audiência pública para cobrar esclarecimentos de órgãos como a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH). De acordo com ele, a instituição não respondeu a ofícios que o colegiado enviou após se reunir em 4 de setembro, quando as primeiras manchas de óleo apareceraram no litoral pernambucano. “A única resposta que tivemos até hoje foi o silêncio”, pontuou.

Florêncio rebateu, ainda, uma nota do Governo do Estado divulgada no último dia 15, que indicava que o litoral do Estado estava livre das manchas e que estas não apareciam há um mês. “É mais do que clara a falta de responsabilidade do Poder Executivo ao subestimar o que vem acontecendo em nossas praias e nas de outros Estados do Nordeste”, observou o deputado, que também acusou o Governo Federal de omissão.

RELAÇÃO - Delegado Erick Lessa mostrou-se preocupado com o “tensionamento” da relação entre os Governos Estadual e Federal. Foto: Roberto Soares

RELAÇÃO – Delegado Erick Lessa mostrou-se preocupado com o “tensionamento” entre os Governos Estadual e Federal. Foto: Roberto Soares

O deputado Delegado Erick Lessa (PP) mostrou-se preocupado com o “tensionamento” da relação entre os Governos Estadual e Federal, além de criticar o presidente Jair Bolsonaro por realizar uma viagem de dez dias à Ásia em meio ao desastre ecológico. Ele elogiou a atuação dos voluntários nas praias, mas sustentou que as providências necessárias envolvem estratégia e tecnologia para identificar os causadores do problema.

“O momento é de muita preocupação, mas não pode ser de pânico. É preciso que medidas sejam tomadas em parceria, e que se coloquem de lado as ideologias, para que a gente possa ter um alento e o turismo do nosso Estado não seja tão gravemente afetado”, acrescentou.

Romero Sales Filho (PTB), por sua vez, abordou o trabalho de limpeza das praias feito no fim de semana pela Prefeitura do Ipojuca, por meio do Comitê Gestor de Crise. O mutirão envolveu secretarias municipais, ONGs, associações, empresários, rede hoteleira, além da participação voluntária da sociedade civil. Conforme ele expressou, a tragédia estava anunciada desde o início de setembro.

MUTIRÃO - Romero Sales Filho destacou trabalho de limpeza das praias feito no fim de semana pela Prefeitura do Ipojuca, com a ajuda de voluntários. Foto: Roberto Soares

MUTIRÃO – Romero Sales Filho destacou trabalho de limpeza das praias feito no fim de semana pela Prefeitura do Ipojuca, com a ajuda de voluntários. Foto: Roberto Soares

“A ausência de ações e respostas atesta a inoperância do Governo Federal diante do que estamos sofrendo. O Plano Nacional de Contingência para Incidentes de Poluição por Óleo em Água (PNC) não foi posto em prática e os comitês foram extintos, deixando o litoral vulnerável às manchas”, ressaltou. Ele defendeu, ainda, que o Governo do Estado preste contas do que vem sendo feito. Em apartes, Antonio Fernando (PSC) e Alberto Feitosa (SD) defenderam que as disputas políticas sejam colocadas em segundo plano, em prol do meio ambiente e do turismo.

Na avaliação de João Paulo (PCdoB), são incomparáveis as atuações dos Governos Estadual e Federal diante do problema ambiental. O comunista criticou a omissão da União na estruturação de um plano integrado para conter o avanço das manchas de óleo e, em contrapartida, destacou o gabinete de crise montado pelo Executivo pernambucano. “Em oposição ao descaso do Governo Federal, o povo nordestino, em ação conjunta com o Estado, tem realizado grandes mutirões para evitar danos maiores ao nosso litoral”, pontuou.

INTEGRAÇÃO - João Paulo vê omissão da União por não estruturar plano para conter o avanço das manchas de óleo no Nordeste. Foto: Roberto Soares

INTEGRAÇÃO – João Paulo apontou omissão da União por não estruturar plano para conter o avanço das manchas de óleo no Nordeste. Foto: Roberto Soares

“Seria necessária, no entanto, uma ação integrada articulada pelo poder central”, opinou. O deputado afirmou que os Estados nordestinos foram “abandonados” pela União, creditando este comportamento ao “preconceito do presidente Bolsonaro” com a região. “O Governo Federal se ocupa, de forma leviana, em encontrar um culpado entre seus inimigos ideológicos, neste caso, a Venezuela”, ressaltou.

Em aparte, o deputado José Queiroz (PDT) defendeu ações de orientação da população, “que pode ser vítima por não saber as consequências dos rejeitos”. “Vemos o Governo de Pernambuco promovendo um conjunto de esforços que, talvez, não sejam suficientes para resolver o problema em sua totalidade, pois isso exige ações em nível federal”, avaliou, por sua vez, Waldemar Borges (PSB). “Se essa situação tivesse acontecido fora do Nordeste, teríamos uma postura diferente do Governo Federal, que age com preconceito e xenofobia com nossa região”, opinou Isaltino Nascimento (PSB).

*Foto em destaque (home): Diego Nigro/SEI

ESPORTES: Polícia prende 11 suspeitos de planejar invasão a jogo do Flamengo

FONTE: R7 – ESPORTES | AO PORTAL NETO GAIA / FOTO- ILUSTRATIVA

Quadrilha combinava ação pelas redes sociais. De acordo com as investigações, presos discutiam a morte de agentes de segurança em grupo

A Polícia Civil do Rio de Janeiro prendeu na manhã desta terça-feira (22) 11 pessoas suspeitas de planejar uma invasão ao Maracanã, na próxima quarta-feira (23), para a partida entre Flamengo e Grêmio, pela semifinal da Libertadores. Agentes cumprem os mandados de prisão na capital do RJ e em cidades da região metropolitana, dos lagos e da Baixada Fluminense.

Após 1 mês da morte de Ágatha, mãe não consegue voltar para casaPUBLICIDADE

De acordo com as investigações, o grupo estava combinando a invasão pelas redes sociais. Cerca de 100 pessoas eram monitoradas pelos agentes da 18ª DP (Praça da Bandeira), resultando em 27 mandados de prisão expedidos pelo Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos, além de 89 mandados de intimação.

veja também

O planejamento do grupo, segundo a Polícia Civil, era agir com violência para conseguir entrar no estádio. Segundo a instituição, a quadrilha tinha como objetivo “matar policiais, roubar transeuntes, causar danos generalizados, além de constranger os torcedores do Grêmio”.

As investigações da Polícia Civil tentam impedir episódios semelhantes ao da final da Copa Sul Americana, entre Flamengo e Independiente, em 2017, no qual centenas de pessoas invadiram o Maracanã, causando pisoteamentos e ferindo torcedores.

Para evitar um incidente como o de 2017, o Flamengo e as esquipes de segurança e de trânsito do Rio montaram um planejamento especial para a semifinal da Libertadores. Bloqueios serão montados no entorno do Maracanã desde a partir das 18h de quarta, sendo permitido apenas o acesso de pessoas com ingresso para a partida.

Em nota, a Polícia Civil estima que haja um agente público de segurança ou trânsito para cada 56 torcedores na operação para a semifinal.

*Estagiário do R7, sob supervisão Celso Fonseca 

POLITICA: Novo ruído Evidencia fragilidade de Articulação do PSL

Fonte: GGN – Politica | Ao portal Neto Gaia – Foto: Ilustrativa

Telefonema entre Luciano Bivar e ministro da Secretaria do Governo cria novo obstáculo em uma relação que já mostra complicações

Jornal GGN – Um telefonema do ministro Luiz Eduardo Ramos (Secretaria do Governo) ao presidente nacional do PSL, deputado Luciano Bivar (PE), acrescentou mais um grau de tensão à articulação política do Palácio do Planalto, que já não é das mais sólidas.

Agora, o conflito chegou à liderança do PSL na Câmara dos Deputados. O cargo foi alternado por dois deputados: Delegado Waldir (GO), que conta com o apoio de Luciano Bivar, e Eduardo Bolsonaro (SP), que tem o suporte da ala mais ligada ao seu pai.PUBLICIDADE 

Informações do jornal Folha de São Paulo indicam que o conflito ganhou força diante da conversa entre Ramos e Bivar, que buscavam uma terceira via para a liderança da sigla. Para isso, Eduardo e Waldir abririam mão da disputa.

Porém, o que se viu foi uma nova guerra de criação de listas e um partido rachado: enquanto a ala mais próxima dos Bolsonaro diz que não houve acordo, aliados de Bivar dizem que houve traição por parte do Planalto.

O partido vive um quadro de crise há duas semanas, desde que o presidente disse que Bivar está “queimado” e evidenciou sua intenção de migrar de legenda. Porém, nada indica que a situação irá se resolver no curto prazo, principalmente depois que Eduardo Bolsonaro destituiu os 12 vice-líderes do PSL na Câmara – grande parte destes ligada à Bivar.

Polícia busca imagens para refazer trajeto de vendedora encontrada morta

Fonte: Correio Brasiliense | Ao Portal Neto Gaia

Apesar da baixa qualidade, gravação obtida pela polícia mostra que vítima de feminicídio se escondeu atrás de uma moita no trajeto feito depois de deixar o trabalho, no Brasília Shopping

Seis familiares de Noélia Rodrigues prestaram depoimento ontem na 38ª DP (Vicente Pires): auxílio na investigação(foto: Sarah Peres/CB/D.A Press)Policiais civis buscam imagens de câmeras de segurança que mostrem o trajeto feito pela vendedora Noélia Rodrigues de Oliveira, 48 anos, após deixar o Brasília Shopping, onde trabalhava havia dois anos. A última filmagem da vítima com vida foi feita na saída do estabelecimento, às 22h03 de quinta-feira. O corpo de Noélia foi encontrado no dia seguinte, em uma área de difícil acesso, na Colônia Agrícola 26 de Setembro, entre a Cidade Estrutural Vicente Pires. Noélia morreu com um tiro no olho esquerdo. Ela estava vestida, mas o corpo apresentava sinais de luta corporal.

De acordo com o relato de uma fonte policial ao Correio, uma gravação obtida pela 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires) mostra a vendedora seguindo do shopping, no início da Asa Norte, até o Eixo Monumental. No percurso, é possível ver dois carros se aproximando da vítima, que, aparentemente, se esconde atrás de uma moita. Devido à baixa qualidade das imagens, não é possível identificar os automóveis nem se algum deles parou para que a vendedora entrasse.
Continua depois da publicidade

Seis familiares de Noélia compareceram para auxiliar com informações sobre o caso na delegacia durante a tarde desta segunda-feira (21/10). O marido da vítima, o vigilante Marcos Paulo Mendes Santana, 42 anos, chegou acompanhado do advogado, Geraldo Madureira. O companheiro não é considerado um dos suspeitos, como informou a Polícia Civil.
O defensor de Marcos Paulo destacou que ele auxilia na apuração do caso. “Apesar de sofrer muito com toda a situação, ele está disponível e colaborando com as investigações. A vinda do Marcos hoje foi para pegar o celular dele. Não houve necessidade de prestar esclarecimentos quanto ao depoimento dele. Agora, tudo o que esperamos é resultado das investigações”, afirmou.
Segundo o irmão do vigilante, que não quis se identificar, as roupas usadas por Marcos Paulo na noite em que Noélia sumiu não foram liberadas pela polícia. As vestes continuam em análise no Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil, assim como o carro e a moto dele, apreendidos no sábado.
O caso segue sendo tratado como feminicídio pelos investigadores, no entanto, eles não descartam outras hipóteses, como latrocínio ou homicídio. “Neste momento, a investigação passa por um momento crucial. Toda a unidade se encontra totalmente empenhada na realização de diligências que resultem na elucidação do crime”, disse a delegada Adriana Romana, chefe da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires).

Família

Noélia deixou três filhos: um menino de 16 anos, fruto do primeiro casamento, uma menina de 9 anos e um de 5, da união com Marcos Paulo, com quem estava casada havia mais de uma década. O casal vivia no Sol Nascente. Após a tragédia, o vigilante cuida das crianças com a ajuda de uma irmã e da mãe. Eles serão encaminhados para acompanhamento psicológico, segundo familiares. 

O corpo de Noélia foi encontrado entre a Estrutural e Vicente Pires (foto: Reproducao/Facebook)
O corpo de Noélia foi encontrado entre a Estrutural e Vicente Pires(foto: Reproducao/Facebook)

Apesar da baixa qualidade, gravação obtida pela polícia mostra que vítima de feminicídio se escondeu atrás de uma moita no trajeto feito depois de deixar o trabalho, no Brasília Shopping

Seis familiares de Noélia Rodrigues prestaram depoimento ontem na 38ª DP (Vicente Pires): auxílio na investigação(foto: Sarah Peres/CB/D.A Press)Policiais civis buscam imagens de câmeras de segurança que mostrem o trajeto feito pela vendedora Noélia Rodrigues de Oliveira, 48 anos, após deixar o Brasília Shopping, onde trabalhava havia dois anos. A última filmagem da vítima com vida foi feita na saída do estabelecimento, às 22h03 de quinta-feira. O corpo de Noélia foi encontrado no dia seguinte, em uma área de difícil acesso, na Colônia Agrícola 26 de Setembro, entre a Cidade Estrutural Vicente Pires. Noélia morreu com um tiro no olho esquerdo. Ela estava vestida, mas o corpo apresentava sinais de luta corporal.

PUBLICIDADE

De acordo com o relato de uma fonte policial ao Correio, uma gravação obtida pela 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires) mostra a vendedora seguindo do shopping, no início da Asa Norte, até o Eixo Monumental. No percurso, é possível ver dois carros se aproximando da vítima, que, aparentemente, se esconde atrás de uma moita. Devido à baixa qualidade das imagens, não é possível identificar os automóveis nem se algum deles parou para que a vendedora entrasse.
Continua depois da publicidade

Seis familiares de Noélia compareceram para auxiliar com informações sobre o caso na delegacia durante a tarde desta segunda-feira (21/10). O marido da vítima, o vigilante Marcos Paulo Mendes Santana, 42 anos, chegou acompanhado do advogado, Geraldo Madureira. O companheiro não é considerado um dos suspeitos, como informou a Polícia Civil.
O defensor de Marcos Paulo destacou que ele auxilia na apuração do caso. “Apesar de sofrer muito com toda a situação, ele está disponível e colaborando com as investigações. A vinda do Marcos hoje foi para pegar o celular dele. Não houve necessidade de prestar esclarecimentos quanto ao depoimento dele. Agora, tudo o que esperamos é resultado das investigações”, afirmou.
Segundo o irmão do vigilante, que não quis se identificar, as roupas usadas por Marcos Paulo na noite em que Noélia sumiu não foram liberadas pela polícia. As vestes continuam em análise no Instituto de Criminalística (IC) da Polícia Civil, assim como o carro e a moto dele, apreendidos no sábado.
O caso segue sendo tratado como feminicídio pelos investigadores, no entanto, eles não descartam outras hipóteses, como latrocínio ou homicídio. “Neste momento, a investigação passa por um momento crucial. Toda a unidade se encontra totalmente empenhada na realização de diligências que resultem na elucidação do crime”, disse a delegada Adriana Romana, chefe da 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires).

Família

Noélia deixou três filhos: um menino de 16 anos, fruto do primeiro casamento, uma menina de 9 anos e um de 5, da união com Marcos Paulo, com quem estava casada havia mais de uma década. O casal vivia no Sol Nascente. Após a tragédia, o vigilante cuida das crianças com a ajuda de uma irmã e da mãe. Eles serão encaminhados para acompanhamento psicológico, segundo familiares. 

O corpo de Noélia foi encontrado entre a Estrutural e Vicente Pires (foto: Reproducao/Facebook)
O corpo de Noélia foi encontrado entre a Estrutural e Vicente Pires(foto: Reproducao/Facebook)

SERRA TALHADA-PE: Prefeito Luciano Duque Sanciona Convocação de 110 Novos Cargos Efetivos

FONTE: FAROL DE NOTICIAS COM | GIOVANNI SÁ FILHO / FOTO: CORTESIA (LINK – DE NETO GAIA)

Uma boa notícia nesta terça-feira (22). A Prefeitura Municipal de Serra Talhada (PMST) enviou à Câmara de Vereadores o Projeto de Lei nº 032/2019, que dispõe sobre a criação de cargos de provimento efetivo de caráter permanente, a serem preenchidos por candidatos aprovados no último Concurso Público Municipal.

Estão sendo criadas 110 novos cargos, distribuídos entre as funções de auxiliar de creche (16), auxiliar de serviços gerais (60), professor I (25), professor II – Letras (05), professor II – Geografia (02) e professor II – Matemática (02).

SEGUI APÓS PUBLICIDADE: COM REPRESENTANTES DA FAMÍLIA GAIA

O prefeito Luciano Duque explicou a abertura dos novos cargos. “Além das vagas que foram oferecidas no edital, vamos chamar outros cento e dez candidatos que participaram do Concurso Público para preenchimento de cinquenta vagas na área de Educação, incluindo professores e auxiliares de creche, além de 60 vagas para auxiliares de serviços gerais, atendendo as necessidades do serviço público”, disse.

O gestor também reforçou o compromisso do governo com os servidores aprovados e garantiu a prorrogação do certame por mais dois anos. “A Prefeitura mantém o compromisso em valorizar o concurso, convocando servidores aprovados de acordo com a necessidade da criação de vagas efetivas, valorizando a carreira desses servidores. Nosso interesse é chamar todos os aprovados dentro da necessidade, e antes de terminar o mandato vamos renovar a validade do concurso por mais dois anos”, completou.

POLITICA NO FOCO: Delegado Waldir deixa liderança do PSL e será substituído por Eduardo

Deputado deixa o cargo após líder do governo na Câmara apresentar lista com 29 nomes favoráveis à indicação do filho do presidente

Os deputados federais Delegado Waldir e Eduardo Bolsonaro (Luis Macedo / Joshua Roberts – Câmara dos Deputados/Reuters)

Fonte Revista VEJA | AO PORTAL Neto Gaia

FOTO: Ilustrativa – O líder do PSL na Câmara dos Deputados, Delegado Waldir (PSL-GO), anunciou nesta segunda-feira, 21, que vai deixar o posto. Ele será substituído na liderança pelo deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, que teve a indicação defendida por uma lista de 29 deputados do partido, entregue hoje à secretaria-geral da Câmara pelo líder do governo na Casa, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO).

“Venho a público fazer um esclarecimento. O meu partido, PSL, decidiu retirar a ação de suspensão de cinco parlamentares. E aceitamos democraticamente uma nova lista que foi feita por parlamentares. Já estarei à disposição do novo líder para, de forma transparente, passar para ele toda a liderança do PSL”, disse Waldir, em um vídeo.PUBLICIDADE

O anúncio de Delegado Waldir vem depois de o presidente do PSL, Luciano Bivar, informar ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que “por questões estatutárias” não era mais válida a suspensão temporária das atividades partidárias de cinco deputados do PSL, determinada na sexta-feira 18.

Com a medida de Bivar, os deputados Carla Zambelli (SP), Bibo Nunes (RS), Filipe Barros (PR), Carlos Jordy (RJ) e Alê Silva (MG), alvos da suspensão, puderam assinar a lista pró-Eduardo, que tem 29 nomes, dois a mais que os 27 necessárias para troca na liderança da sigla, cuja bancada tem 53 deputados. A secretaria-geral da mesa da Câmara confirmou 28 das 29 assinaturas e oficializou o filho do presidente como novo líder (veja abaixo).

Ala pró-Bivar reage a Eduardo líder do PSL e protocola nova lista em apoio a Waldir

Horas depois de a ala ligada a Jair Bolsonaro anunciar o nome de Eduardo Bolsonaro como líder do PSL na Câmara, deputados ligados ao presidente nacional da legenda, Luciano Bivar, apresentaram nesta segunda-feira (21) uma nova lista para que o Delegado Waldir retome a liderança do partido

247 – A guerra interna do PSL pelo controle do partido apresenta novos embates praticamente ininterruptos. 

Horas depois de a ala do partido ligada a Jair Bolsonaro anunciar o nome de Eduardo Bolsonaro como líder do PSL na Câmara, deputados ligados ao presidente nacional da legenda, Luciano Bivar, apresentaram nesta segunda-feira (21) uma nova lista para que o Delegado Waldir (GO) retome a liderança do partido na Casa.

Segundo o blog do jornalista Valdo Cruz, a lista protocolada pelo grupo de Bivar tem 28 assinaturas. Pelas regras internas da Câmara, a escolha do líder partidário é oficializada por documento enviado ao presidente da Casa. O requerimento deve ser assinado pela maioria absoluta dos integrantes da sigla – atualmente o PSL tem 53 deputados.

Eduardo Bolsonaro foi confirmado na manhã desta segunda-feira (21) na liderança do PSL na Câmara pela Secretaria Geral da Mesa após conferência da lista protocolada pelo líder do governo na Casa, deputado Vitor Hugo (PSL-GO). O documento apresentava 29 assinaturas, mas 28 foram validadas pela direção da Casa (leia mais no Brasil 247).

O próprio deputado Delegado Waldir divulgou um vídeo anunciando a mudança e se colocando à disposição do novo líder para transição” transparente”. PUBLICIDADE

POLITICA: De saída do PSC, Fábio Ideal detalha Desentendimento com Glaustin

Fonte: Ao Portal Neto Gaia | Folhaz.com.br

Fábio Ideal relata desentendimento com Glaustin e saída do PSC | Foto: Divulgação

O vereador Fábio Ideal afirmou à Folha Z que vai sair do PSC e já está em conversas avançadas com outros 2 partidos.

A relação entre ele e o PSC já estava estremecida, mas o que selou a decisão foi uma conversa no gabinete do deputado federal Glaustin da Fokus, na semana passada, em Brasília.

No encontro, segundo Fábio, Glaustin se mostrou insatisfeito com a sua declaração recente de que estava sendo “praticamente jogado fora do partido”.

De acordo com Fábio, membros do PSC vinham divulgando que montariam uma chapa renovada em Aparecida, sem incluir vereadores com mandato, para 2020.

Dessa maneira, ele não poderia integrar o grupo para disputar sua reeleição.

“Se vão reestruturar o partido e não querem vereadores, estão me jogando fora”, disse o vereador.

PSC

Em mensagens divulgadas por meio do WhatsApp, integrantes do partido apontam que o desentendimento se deu porque Fábio Ideal queria assumir a direção do PSC municipal, o que o vereador nega.

Segundo as mensagens, Fábio não apoiou candidatos do PSC em 2018 e, ainda assim, estaria pleiteando o comando do diretório municipal.

“Quem foi deselegante é inoportuno foi o vereador, que usou o momento que era pra tratar de emendas e benefícios pra Aparecida, ou seja, uma reunião suprapartidária, pra falar de partido do qual ele é filiado, mas não anda junto”, disse um dos membros da equipe de Glaustin.

Aproximação

Fábio, por sua vez, nega que tenha agido contra os interesses do PSC em Aparecida.

Segundo o vereador, o que houve foi falta de interesse de Glaustin e de seus aliados por ele.

“Não teve uma aproximação deles comigo. Glaustin fez o lançamento da campanha em 2018 no Garavelo, perto da minha casa, e nem me chamou”, afirmou.

Porém, Ideal ressalta que sua relação com o deputado é boa: “Sempre me tratou bem”.

Outros partidos

Fábio relatou à reportagem que sua saída do PSC já é certa, mas que o prazo para o rearranjo partidário vai até abril.

No entanto, ele não exclui a possibilidade de ser expulso do PSC: “É possível”.

Segundo ele, o PL, da deputada federal Magda Mofatto, e o PP, do também congressista Professor Alcides, são possibilidades para o seu futuro.