POLICIA GOIANA EM FOCO: “CRIMINALIDADE ZERO” 🚨2° CRPM EM AÇÃO🚨 ⚡43CIPM/CPE⚡ ⚡CPE⚡NO COMBATE AO TRÁFICO DE DROGAS E POSSE ILEGAL DE ARMA DE FOGO.

Dois indevidos em atitude suspeita, cai nas mãos da CPE 10416 em Foco.

Equipe de policiamento ao receber uma denuncia anônima de que havia uma tráfico de drogas no endereço mencionado, ao realizar o patrulhamento tático , deparamos com 2 indivíduos em atitudes suspeitas saindo na porta da mesma residencia referida em um veículo fiesta de placa kew1687, foi realizada a abordagem em Victor Hugo michelone de Carvalho, que estava com um papelote de maconha em seu bolso da calça e junto com Hércules Mendes da Silva, ao realizar a entrevista, os mesmos esclareceram que dentro da residência de sua sogra Christiane dalvit que acompanhou toda a busca na residência e presenciou que havia mais drogas e uma arma de fogo, diante disso, a equipe adentrou a residência referida, e encontrou várias porções de drogas e uma submetralhadora de calibre 9 milímetro e 1910 reais em dinheiro e 2 televisões que foram comercializadas por drogas. Diante disso, ambos foram conduzidos ao 4° DP juntamente com os objetos e logo após ao IML de Aparecida de Goiânia para constatação da suposta droga e em seguida a central de flagrantes de Goiânia para identificação de um dos autores que não possuía documentação e em seguida encaminhados novamente ao 4 DP onde ambos foram autuados pelo artigo 33 lei 11.343/06 e artigo 16 lei 10.826/03 e ficado a disposição da justiça para ser tomada as devidas providências.

PUBLICIDADE:

SUB -TENENTE ARRUDA |OFICIAL DE FOCO CONTRA A CRIMINALIDADE

quipe de CPE 10416 recebeu uma denuncia anônima de que havia uma tráfico de drogas no endereço mencionado, ao realizar o patrulhamento tático , deparamos com 2 individuos em atitudes suspeitas saindo na porta da mesma residencia referida em um veículo fiesta de placa kew1687, foi realizada a abordagem em Victor Hugo michelone de Carvalho, que estava com um papelote de maconha em seu bolso da calça e junto com Hércules Mendes da Silva, ao realizar a entrevista, os mesmos esclareceram que dentro da residência de sua sogra Christiane dalvit que acompanhou toda a busca na residência e presenciou que havia mais drogas e uma arma de fogo, diante disso, a equipe adentrou a residência referida, e encontrou várias porções de drogas e uma submetralhadora de calibre 9 milímetro e 1910 reais em dinheiro e 2 televisões que foram comercializadas por drogas.

Diante disso, ambos foram conduzidos ao 4° DP juntamente com os objetos e logo após ao IML de Aparecida de Goiânia para constatação da suposta droga e em seguida a central de flagrantes de Goiânia para identificação de um dos autores que não possuía documentação e em seguida encaminhados novamente ao 4 DP onde ambos foram autuados pelo artigo 33 lei 11.343/06 e artigo 16 lei 10.826/03 e ficado a disposição da justiça para ser tomada as devidas providências

CPE EM FOCO | DECLINANDO DELITO.

Mais informações: 190 ou (062) 99972-3257
CPE COMANDO – 2° TEN. LUIZ

Serra Talhada-PE: Edson Bebidas, viabiliza Show com Colorado do Acordeon em Foco

Em clima de festa no setor Bom Jesus na noite desta Sexta(13) ‘Precisamente na Rua; 05’, Sanfoneiro da Capital do Xaxado faz um baita Show.

Empresário: Edson Pereira | Viabilizar festa com – Colorado do Acordeon

O cantor e compositor; Colorado do Acordeon, fez um Show-Sasso com a acasa cheia na distribuidora do Empresario Edson Bebidas. Estiveram registrando Presenças, Empresários & Políticos da Capital do Xaxado.

Durabilidade:

A demanda inicio ás 19h 30 & foi até Ás 22h – Com Repertório Ilustrado.

Vamos acompanharmos:

Astro do Forro no sertão do Pajeú (Colorado do Acordeon)

Liderança Politica:

Coca de Edmundo Gaia | Registra Presença em Festa na Capital do Xaxado

Publicidade:

Apoio: Sargento – Zé Dida Gaia.

Prefeito Luciano Duque tem reconhecimento das suas Gestões por Moradores da Zona Oeste da Capital do Xaxado

Avaliação viabilizada em bairro Bom Jesus e Malhada – Zona Oeste da Capital do Xaxado, Governo Municipal lidera com exido.

Rua: Capitão Arlindo Rocha (Sentido Malhada)

Na manhã desta Sexta(13) membros do Portal: No Foco com Noticias, ouviu alguns moradores da Rua; Capitão Arlindo Rocha e outra parte da Malhada, no sentido de orientações sob ás Gestões do Governo Luciano Duque.

Falas de Alguns:

O trabalho de Luciano Duque, está na história até o presado momento ! Já passaram bons gestores, mais o trabalho de Duque supera todos Principalmente na saúde e Educação (Anteriormente: Pra passar no Medico era preciso dormir no posto de Saúde| Hoje somos atendidos em foco – O número de Escolas & Creches somaram bastantes / viabilizando oportunidades das mães de famílias poderem trabalharem )

Conclusão:

Neste setor, 80 % vai seguir Duque | e, tem boas vistas nas proximidades (Ex: Setor Vila Bela | hoje, muitas famílias tem suas moradias)

Rua: Capitão Arlindo Rocha (Sentido Centro)

Politica: Desenvolvimento Econômico discute aumento em preços de passagens aéreas entre Recife e Petrolina

Atualizado por Neto Gaia | Foto: Cortesia (Ás 12h 58)

Fonte: Alepe | AUDIÊNCIA PÚBLICA – MPPE se dispôs a apurar uma possível cobrança abusiva por parte da companhia Azul, única a fazer a rota após a saída da Avianca. Foto: Nando Chiappetta

A alta no preço das passagens aéreas no trecho entre Recife e Petrolina, e seu impacto para a economia e o dia a dia dos usuários foram tema de audiência pública da Comissão de Desenvolvimento Econômico nesta quinta (12). Presente à reunião, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) se dispôs a apurar uma possível cobrança abusiva por parte da companhia Azul, que passou a ser a única a fazer a rota após a saída da Avianca, em abril. A empresa, que não participou do encontro, será chamada para uma nova discussão, que poderá ocorrer na cidade do Sertão do São Francisco.

A audiência foi proposta pela deputada Dulcicleide Amorim (PT). A parlamentar apresentou valores de uma pesquisa de preços feita nesta quinta, em que as passagens de ida e volta eram vendidas por mais de R$ 5 mil. “Esse valor está impraticável e afeta o Poder Público, o turismo e também as pessoas atendidas pelo polo médico. Como fará alguém que espera por um transplante e precisa viajar de última hora para receber o órgão?”, exemplificou. “Queremos saber o porquê desses aumentos abusivos. A Azul é parceira de Petrolina, mas precisamos achar um ponto de equilíbrio”, disse.

Dulcicleide Amorim avaliou que as outras companhias que operam rotas em Petrolina (Gol e Passaredo) e a Latam podem ser estimuladas a fazer voos para o Recife, gerando concorrência e barateando as passagens. A deputada chamou atenção para o fato de que Petrolina é o maior exportador de frutas do País e o segundo maior polo de fabricação de vinho.

Comissão de Desenvolvimento Econômico

PREOCUPAÇÃO – “Valor está impraticável e afeta o Poder Público, o turismo e pessoas atendidas pelo polo médico”, disse Dulcicleide Amorim, que propôs reunião. Foto: Nando Chiappetta

Um levantamento realizado pela Fecomércio-PE, por sua vez, atestou que a saída da Avianca fez despencar em 12 mil passageiros por mês a movimentação média do aeroporto da cidade. A apresentação, feita pelo  assessor legislativo da entidade, César Souza, enfatizou que, além do vinho e das frutas, Petrolina é um polo regional religioso, educacional, empreendedor, comercial e de indústria de transformação, com influência em cerca de 70 municípios num raio de 250 quilômetros. “Há uma enorme potencialidade para usar Petrolina como centro agregador da região na aviação, e boas perspectivas para as empresas que desejam explorar novas rotas. A cidade não pode e não deve ficar isolada ou desvinculada do resto do País”, observou.

O superintendente do Aeroporto de Petrolina, administrado pela Infraero, Alysson Cabral, atestou que a movimentação média caiu 40% com a saída da Avianca. O terminal tem capacidade para operar um quantitativo de 1,5 milhão de passageiros por ano, e hoje atende apenas 300 mil. Segundo ele, há ainda condições de aumentar também o transporte de cargas, que atualmente é usado apenas um dia por semana.

Diante das informações, o secretário-geral do Ministério Público de Pernambuco, Maviael de Souza Silva, comprometeu-se a repassar o conteúdo da audiência pública para o Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Justiça de Defesa do Consumidor. A partir daí, de acordo com ele, há possibilidade de instauração de um Inquérito Civil para apurar a situação e pedir esclarecimentos à empresa Azul. O promotor defendeu a atuação do Ministério Público Federal e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) no caso.

“Nos preocupa a formação de monopólios e oligopólios. Até que ponto isso não é um abuso por parte das companhias para manipulação do mercado visando ao lucro?”, questionou Souza. “Nosso objetivo não é fazer com que a Azul pare de operar em Petrolina, mas se tiver algum desajuste que mereça ser corrigido, ela o faça, no sentido de respeitar a população pernambucana”, ressalvou.

O advogado Bruno Brennand, representando a Prefeitura de Petrolina, afirmou que o programa de defesa do consumidor do município já autuou a Azul e aguarda a resposta. “Isso pode ajudar a subsidiar um Inquérito Civil do Ministério Público”, assinalou.

Secretário-executivo de Turismo do Estado, Antônio Baptista diz ter feito contatos com as companhias e órgãos de controle reclamando dos preços abusivos. Citou ainda que Pernambuco busca reduzir as tarifas ao conceder reduções no ICMS sobre o querosene de aviação. Para o gestor, a privatização do aeroporto pode ajudar a trazer outras companhias para operar no terminal.

Como o município está próximo da Bahia e do Ceará, representantes da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) propuseram que prefeitos e vereadores desses Estados sejam convidados para a próxima audiência. A sugestão foi feita pelo assessor parlamentar da entidade, Laércio Queiroz, que também defendeu a mobilização do Consórcio Nordeste. “O preço das passagens aéreas rebate diretamente no modelo de desenvolvimento do Estado”, agregou o presidente da Amupe, José Patriota.

Presidente da Comissão de Desenvolvimento Econômico, o deputado Delegado Erick Lessa (PP) disse que o grupo parlamentar irá cobrar respostas e buscará envolver a sociedade civil e a mídia na discussão. Ele acatou as propostas de encaminhamentos feitas durante a audiência. “Vamos abrir diálogo com outros Estados e chamar representantes da Azul para outro debate, possivelmente em Petrolina, com prefeitos da região”, anunciou.

Aparecida-Go: Servidores da SEMAS recebem Treinamento e Capacitação do BPC

Atualizado por Neto Gaia / ás 15h 50

Fonte: Fonte: Thayza Marins
Foto: Jhonney Macena

Com o objetivo promover um melhor atendimento a pessoas com deficiência e vunerabilidade, servidores da Secretaria de Assistência Social passam por treinamento sobre o Benefício de Prestação Continuada na Escola (BPC). O curso de capacitação acontece nesta quinta-feira, 12 e sexta-feira, 13, no auditório do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC) do  Jardim Luz e é ministrado pelo secretário Especial do Desenvolvimento Social, Walace Dias Freitas.

Segui Após publicidade:

SETOR: SERRA DOURADA `POR TRAZ DO APARECIDA SHOPPING ´(062) 9 8279-3704

Segui >> De acordo com a secretária de Assistência Social e primeira-dama Mayara Mendanha, a capacitação de servidores é de suma importância para que eles possam ofercer um antendimento mais ágil e humanizado.“Passar por este aprendizado é uma forma da gente saber mais sobre o BPC e aplicar nosso conhecimento nos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS) com mais eficiência e dinamismo, atendendo melhor nossa população”, explicou Mayara.

Segundo o secretário Especial do Desenvolvimento Social, Walace Dias Freitas, esse trabalho é importante para aproximar os beneficiários dos serviços disponibilizados do Governo Federal e capacitar os técnicos para atuarem juntos à população de crianças com deficiência no município.

“Aqui estamos com os representantes técnicos de CRAS e CREAS de Aparecida para poder capacitá-los para melhor acompanhar os benefíciários dos programas sociais, neste caso, o BPC com deficiência na faixa etária de 0 a 18 anos. Desta forma, garantimos maior acesso e permanência deles na escola e assistência dos serviços sociais e dos orgãos de defesa e direito da criança com deficiência”, explicou Walace Dias Freitas.

BPC na Escola

O BPC na Escola é um programa do Governo Federal, que visa melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência, de 0 a 18 anos, beneficiárias do programa, garantindo-lhe o acesso e a permanência na escola, por meio de ações articuladas da área de Assistência Social, Educação, Saúde e Direitos Humanos.

Para solicitar o BPC, você deve procurar o CRAS mais próximo da sua casa e se inscrever no Cadastro Único. Caso já esteja cadastrado, faça o agendamento no INSS pelo telefone 135 da Central de Atendimento da Previdência Social (ligação gratuita) ou pela internet, pelo site www.previdencia.gov.br.

Prefeito da Capital do Xaxado entre as Crianças Disparando em Foco: “É Algo Inexplicável”

Fonte: Farol de Noticias | Foto: Max Rodrigues

Atualizado por Neto Gaia / ás 15h 34

Anteriormente a duas semanas, o prefeito de Serra Talhada, Luciano Duque, exibiu, com orgulho, um áudio de uma criança do bairro da Cagep, agradecendo pela inauguração da creche na comunidade. Na oportunidade, o prefeito desabafou que o comportamento do pequenino era uma das causas de valer a pena governar a capital do xaxado.

Na última segunda-feira (9) o prefeito teve mais uma demonstração de afeto infantil, quando dezenas de crianças corram para lhe abraçar durante um evento na quadra esportiva Egídio Torres de Carvalho.

Nesta quinta-feira, ao ser provocado pelo Farol, o prefeito resumiu esta relação de forte empatia, como algo inexplicável e motivador.

“Desde que comecei na política sempre tive um carinho enorme pelos pequeninos Há uma troca, mas me impressiona o carinho que eles têm por mim É algo inexplicável. Fico feliz quando chego nos espaços públicos e escolas , pois o carinho que recebo me faz compreender o papel que temos na construção das políticas que estão mudando a vida das pessoas”, resumiu Duque.

Finanças dá aval a criação de Vara de Execução de Penas para casos de violência contra mulher

Fonte: Alepe | Foto: Cortesia / Atualizado por Neto Gaia | ás 07h 50

 Comissão de Finanças aprovou, nesta quarta (11), o Projeto de Lei Complementar nº 405/2019, encaminhado pelo Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE), propondo a criação da Vara de Execução de Penas especializada no tratamento de casos relacionados à violência doméstica e familiar contra a mulher. A estrutura deverá ficar responsável por acompanhar e dar efetividade às sentenças condenatórias desse tipo de ocorrência, acompanhando a pena de agressores e criando mecanismos de ressocialização que contribuam para a prevenção de novos casos de feminicídio.

“A especialização, neste particular, tem o mérito maior de possibilitar a adoção de uma gestão por competência, com destinação de infraestrutura e força de trabalho diferenciadas, de modo a atender às peculiaridades desse tipo de demanda”, afirma o Tribunal, em justificativa que acompanha a proposição. “Além disso, reduzirá a carga de trabalho dos juízes das Varas de Execuções Penais e de Penas Alternativas, que se acham congestionadas”, acrescenta o documento.

Para compor essa nova estrutura, o projeto prevê a criação de um cargo de juiz de 3ª entrância, 14 de analista judiciário (jurídico, psicólogo e assistente social) e seis de técnico judiciário. As despesas decorrentes da aplicação dessa proposta correrão à conta de dotação orçamentária própria do Poder Judiciário do Estado de Pernambuco. Ainda do TJPE, receberam pareceres favoráveis do colegiado os PLs n° 403/2019 e n° 404/2019, que tratam de gratificações. 

Outras propostas – a Comissão de Finanças ainda aprovou matéria do Poder Executivo que corrige o valor do piso salarial dos professores da rede pública estadual. A proposição, debatida na última semana pela Comissão de Justiça, altera de R$ 2.455,35 para R$ 2.557,74 o salário dos docentes com 200 horas-aula mensais; e de R$ 1.841,56 para R$ 1.918,36, com 150 horas. O acréscimo é retroativo ao dia 1º de janeiro para os profissionais de nível médio que recebiam abaixo do piso.  

Presidente do colegiado, o deputado Lucas Ramos (PSB) também aproveitou o encontro para anunciar a realização de uma audiência pública, no dia 25 de setembro, para a apresentação do Relatório Fiscal do Estado relativo ao 2° quadrimestre. Os dados serão expostos pelo secretário estadual da Fazenda, Décio Padilha. 

Policial: Por dia, 4 PMs são afastados para tratamento psicológico após mortes

No 1º semestre deste ano, 741 policiais militares foram afastados de suas funções por participar de casos de ‘morte decorrente de intervenção policial’

Atualizado por Neto Gaia | ás 07h 40
  • Por: Kaique Dalapola, do R7 | Foto: Cortesia.
  • Quatro policiais militares são afastados em média todos os dias por participarem de casos registrados como “morte decorrente de intervenção policial”, o antigo auto de resistência. Os PMs deixam temporariamente de exercer suas funções para “restabelecimento psicoemocional”.

Leia também: PM é afastado após relação sexual com travesti em banco

De acordo com os dados obtidos pelo R7 via Lei de Acesso à Informação, no primeiro semestre deste ano, 741 policiais militares do Estado de São Paulo tiveram que ser afastados para passar pelo tratamento psicológico.

O número de janeiro a junho de 2019 é 15% maior do que o mesmo período do ano passado, quando 644 PMs foram retirados de suas funções após participarem de ocorrências que terminaram em mortes. 

“Toda vez que um policial militar se envolve em ocorrência de morte em decorrência de intervenção policial ele é automaticamente afastado para acompanhamento psicológico”, explica o ouvidor de polícia de São Paulo, Benedito Mariano.

Conforme a Polícia Militar, os policiais entraram no Programa de Acompanhamento e Apoio ao Policial Militar que visa proteger o PM. Os militares afastados “foram avaliados quanto à aplicação de algum tipo de prescrição da atividade operacional”.

São incluídos no programa apenas os policiais que participam de mortes durante o período de serviço. O ouvidor de polícia acredita que é importante os PMs saírem de suas funções para serem tratados.

Para a advogada Larissa Torquetto, especialista em direito penal militar, “esse afastamento é uma forma de tentar preservar o policial que se envolve em uma ocorrência geralmente de um alto nível de estresse”.

Larissa acredita que esse afastamento é positivo para os policiais militares, pois ajuda a diminuir as chances de ele se envolver em uma nova ocorrência do tipo imediatamente depois e “dá esse tempo para ele se reestabelecer emocionalmente”.

No entanto, o problema é que policiais militares encaram o afastamento e tratamento psicológico como uma forma de punição pelo envolvimento em casos com vítimas letais, principalmente porque precisam mudar seus horários de trabalho — o que acaba inviabilizando os “bicos” (serviços não oficiais).

Procurada pela reportagem, a Polícia Militar diz que “conta com o Sistema de Saúde Mental, que disponibiliza núcleos em todo Estado, com psicólogos e assistentes sociais”. O sistema consiste em “programas preventivos na área de saúde mental, palestras, atendimentos psicológicos individuais e em grupos”.

Ainda conforme a polícia, o sistema conta com o Caps (Centro de Atenção Psicológica e Social) e 35 Naps (Núcleos de Atenção Psicossocial).

“Dos atendimentos, 50% são decorrentes de conflitos emocionais e 50% devido patologias mentais, dessas, 32% são por ansiedade, 21% depressão, 15% uso de álcool e drogas, 8% transtorno de personalidade, 8% adaptação e 16% demais transtornos”, afirma a PM.

Os dados obtidos pela reportagem via Lei de Acesso à Informação também apontam que, no primeiro semestre deste ano, a Polícia Militar instaurou 300 inquéritos para apurar casos de mortes decorrentes de intervenção policial.

No mesmo período do ano passado, houve a instauração de 267 inquéritos para apurar esse tipo de ocorrência.

No período que o R7 pediu as informações de inquéritos instaurados e policiais militares afastados, PMs em serviço mataram 358 pessoas em casos registrados como intervenção policial. O número é o maior para o período desde 2003.

Esportes: Com 36 pontos, Mano cita campanha de 2018 e diz: “É possível”

Fonte: Gazeta Esportiva | Foto: Cortesia

Foco: Neto Gaia

A vitória sobre o Fluminense, alcançada na noite de terça-feira, renovou as esperanças da torcida palmeirense. Após sua estreia no Allianz Parque, o técnico Mano Menezes citou a campanha do ano passado, encerrada com o título do Campeonato Brasileiro, como argumento para crer na conquista.

Com a vitória sobre o Fluminense, o Palmeiras chegou aos 36 pontos e permaneceu na terceira colocação, atrás apenas de Flamengo (39) e Santos (37). Às 19 horas (de Brasília) de domingo, na última rodada do turno, o time de Mano Menezes enfrenta o Cruzeiro e pode chegar aos 39 pontos.

Na edição de 2018, ao final do primeiro turno, o Palmeiras somava 33 pontos e figurava apenas na sexta colocação. Em 2016, após os primeiros 19 jogos, o time alviverde tinha 36 pontos e detinha a liderança. Nas duas situações, a equipe palestrina terminou como campeã.

“Vamos tentar vencer três jogos seguidos. Seria uma pontuação quase recorde do Palmeiras nos pontos corridos. Comparando com o ano passado, já está chegando a um número melhor, o que dá esperança e cria a ideia de que é possível. Vamos acreditar nesse sonho e trabalhar para isso”, disse Mano Menezes.

Recém-chegado ao Palmeiras, o treinador disputará a última partida do primeiro turno justamente contra seu ex-time. Agora sob o comando do ex-goleiro Rogério Ceni, o Cruzeiro tem 18 pontos e aparece no 16º lugar, o primeiro fora da zona de rebaixamento.

“O segredo do Campeonato Brasileiro é a regularidade. É difícil e os times podem oscilar um pouco, mas essa oscilação não pode ser muito grande, porque causa um prejuízo enorme. O Palmeiras tinha muita gordura e queimou. Agora, esperamos de novo retomar”, disse Mano Menezes, esperançoso.

Politica: Senadores convocam ato em defesa da CPI da Lava Toga

Fonte: Congresso em Foco | Foto: cortesia

Atualizado por Neto Gaia / ás 17h 10

Diante das dificuldades de encampar a CPI da Lava Toga, o grupo de senadores que defende a investigação do Judiciário decidiu convocar os brasileiros que apoiam esta pauta para um protesto na Praça dos Três Poderes. A ideia é que a população, que já vem pedindo nas redes sociais que o Supremo Tribunal Federal seja investigado, aumente a pressão sobre o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), que tem o poder de ler ou não esse pedido de Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI).

> Toffoli vira alvo em pedido de CPI

A ideia de organizar um protesto na Praça dos Três Poderes a partir das 14h do próximo dia 25 surgiu durante uma reunião dos integrantes do Muda Senado, Muda Brasil – movimento que conta com o apoio de mais de 20 senadores e defende três pautas principais: a CPI da Lava Toga, o impeachment do ministro Dias Toffoli e a reforma do poder Judiciário. A reunião, que aconteceu no gabinete no senador Marcos do Val (Podemos-ES), foi convocada para que os parlamentares discutissem o rumo do pedido de CPI da Lava Toga que seria protocolado nos próximos dias pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), já que a senadora Maria do Carmo (DEM-SE) decidiu tirar a assinatura deste requerimento.Leia mais

Augusto Aras conversa com senadores sobre indicação à PGR10 set, 2019

Decisão do Senado sobre Aras sai no fim do mês9 set, 2019

Sem a assinatura de Maria do Carmo, os senadores não conseguem protocolar o pedido de CPI porque ficam com 26 assinaturas – uma a menos do que o exigido pelo regimento do Senado para um requerimento como este. A senadora, contudo, não explicou o motivo dessa decisão ao autor do requerimento, o senador Alessandro Vieira. Ela também não atendeu o Congresso em Foco para comentar a situação. Porém, nos bastidores, o comentário é que ela vinha sofrendo pressão para enfraquecer o pedido.

Vieira garante, contudo, que outros senadores já se comprometeram a apoiar a CPI e, por isso, promete protocolar o requerimento nos próximos dias. “É só uma questão de tempo para materializar isso”, assegura.

Este será o terceiro pedido de CPI da Lava Toga apresentado neste ano por Vieira. O primeiro foi arquivado e o segundo iria seguir o mesmo caminho, mas foi judicializado e aguarda que a presidência do Senado apresente sua manifestação sobre o assunto. É por isso que, agora, os senadores querem reforçar o apoio da população à pauta para não correr o risco de o novo pedido de CPI também ser deixado de lado pelo Senado.

“Esta é uma demanda real. Percebemos a mobilização da sociedade. O Brasil quer ver a investigação chegar também ao Supremo Tribunal Federal”, justificou Alessandro Vieira, lembrando que “investigação não é condenação nem perseguição, mas transparência”. “É a única maneira de passar a limpo o STF”, reforçou o líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), que assinou o requerimento junto com as colegas de bancada Juíza Selma (RS) e Soraya Thronicke (MS) e aproveitou a ocasião para garantir que o PSL nunca se opôs à investigação do Judiciário. “Ao contrário, estamos estimulando novos parlamentares de outros partidos a também assinarem essa CPI, porque é hora de passar o Judiciário a limpo”, afirmou o senador.

“Os três poderes precisam ser sensibilizados para a corrupção. Então, é muito importante que a gente investigue os tribunais superiores, o Supremo Tribunal Federal”, disse o senador Eduardo Girão (Podemos-CE), que avisou nas redes sociais que haveria ônibus para trazer os manifestantes do Ceará para Brasília no dia do protesto. “A manifestação é para abrir logo a CPI da Lava Toga e mostrar que o Brasil realmente está muudando. Vamos reunir todo mundo para pressionar e trazer a sociedade para essa batalha”, completou Marcos do Val.

Constituição
Nessa segunda-feira (9), o presidente do Senado, Davi Alcolumbre, rebateu as críticas de que não queria instalar a CPI da Lava Toga dizendo que um parecer da consultoria jurídica do Senado diz que a Constituição assegura a proibição da instalação do Judiciário, o que impediria a abertura da CPI. Essa declaração, contudo, foi rebatida pelo senador Alessandro Vieira nesta terça-feira (10), logo depois de os senadores anunciarem a realização do protesto no próximo dia 25.

“Eu vou ficar muito feliz se o senador Davi Alcolumbre cumprir a Constituição. Se ele for fazer isso vai respeitar a autonomia dos poderes, vai respeitar a questão dos freios e contrapesos necessários a esse equilíbrio, dentre eles o direito da minoria de ter uma CPI instalada”, reclamou Alessandro Vieira, dizendo que não há nenhum impedimento constitucional que impeça essa investigação.