Rio Grande do Norte: Concurso Polícia Civil com 301 vagas tem Comissão Formada

Um dia após ser autorizado oficialmente, foi formada a comissão especial que ficará responsável pelo novo concurso Polícia Civil RN.

Resultado de imagem para foto da Secretaria de Segurança Pública de Rio Grande do Norte

Foi formada nesta sexta-feira, 13, a comissão especial que ficará responsável pelo novo concurso Polícia Civil RN. A equipe foi designada pela delegada-geral da PC-RN, Ana Claudia Saraiva, um dia após a autorização oficial para a abertura da seleção.

De acordo com a portaria, publicada no Diário Oficial do Rio Grande do Norte desta sexta-feira, 13, a comissão contará com os seguintes membros:

  • Fábio Augusto de Castro Cavalcanti (presidente);
  • Josiel Pereira da Silva (membro);
  • Herlânio Pereira da Cruz (membro);
  • Paoulla Benevides Maués (membro);
  • Carolina de Souza Campos (membro);
  • Edilza Faustino de Lima Silveira (membro); e
  • Thiago Cortez Meira de Medeiros (membro da Ordem dos Advogados do Brasil).

A equipe ficará responsável pela elaboração do projeto básico do edital e pela contratação da organizadora. No dia 17 de janeiro, o Ministério Público do Rio Grande do Norte recomendou a contratação da banca do novo concurso Polícia Civil RN.

O processo prioriza a dispensa de licitação, por considerar este modelo o de “maior agilidade”. A recomendação foi feita por meio do 70º promotor de Justiça da Comarca de Natal, Vitor Emanuel de Medeiros Azevedo. 

Em suas considerações, o promotor revela ainda a urgência pelo concurso, avaliando o déficit de policiais. Segundo ele, o efetivo atual é de 1.371 policiais (162 delegados, 185 escrivães e 1.024 agentes), o que representa 26,6% dos 5.150 cargos previstos em lei.

Ainda de acordo com o promotor, há 130 policiais civis aptos à aposentadoria voluntária, dos quais 13 estão próximos da saída compulsória por idade.

♦Confira aqui detalhes do concurso Polícia Civil RN♦

Polícia Civil-RN prepara novo concurso (Foto: Sesed Assecom)​​​​​
Concurso Polícia Civil-RN tem nova previsão de edital
(Foto: Sesed Assecom)​​​​​ 

Concurso Polícia Civil RN terá 301 vagas em abril

Conforme o documento de autorização, publicado na última quinta, 12, serão oferecidas vagas para as carreiras de agente de polícia, delegado e escrivão. Até dezembro de 2019, estavam previstas 302 oportunidades para o concurso Polícia Civil RN, sendo 235 para agente, 41 para delegado e 26 para escrivão.

O aval, no entanto, conta com um número de vagas menor (301) do que o anunciado em janeiro deste ano. Na época, a delegada-geral da PC-RN, Ana Claudia Saraiva, falou que seriam oferecidas mais de 400 oportunidades no próximo edital.

Segundo a delegada-geral, para atualizar o pedido do novo concurso, o número de vagas foi reavaliado. Após os estudos, o próximo edital deveria contar com 307 oportunidades para a carreira de agente de polícia, 33 para escrivão e 63 para delegado, totalizando 403 vagas.

No entanto, conforme consta no aval, serão oferecidas 301 vagas. Todas as carreiras têm o nível superior como requisito. No caso do delegado, é preciso ter graduação em Direito. Os salários iniciais e finais já tinha sido revelados pela Polícia Civil-RN, sendo eles:

 Salário InicialSalário final
DelegadoR$15.288,90R$23.302,70
AgenteR$3.755,48R$9.465,60
EscrivãoR$3.755,48R$9.465,60

O novo concurso Polícia Civil-RN deve ter seu edital publicado até abril. O anúncio foi feito no dia 2 de janeiro pela governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra.

Segundo ela, um novo processo para a realização do concurso está sendo realizado, mas o cronograma já está sendo fechado. Em suas redes sociais, a governadora publicou um vídeo na presença da delegada-geral e da secretária de Administração e Recursos Humanos, Virgínia Ferreira, que falaram sobre a seleção.

“A nossa intenção é já em agosto (2020) começarmos a formação. Em abril (de 2020), então, após a a contratação da empresa, será lançado o edital. Então, em 2021, iniciaremos já com a contratação dos novos policiais civis, após os quatro meses do período de formação”, disse a delegada geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *