INSS tem nova margem de empréstimo consignado; veja

REGISTRADO ÁS: 8⌚ | FONTE: NOTICIAS CONCURSOS 🖥️ PARA NETO GAIA | 000127.510 – VISUALIZAÇÕES

Segui Após Publicidade:

O empréstimo consignado trata-se das transações de crédito envolvendo os aposentados e pensionistas do INSS com desconto diretamente na folha de pagamento do benefício.

EconomiaEster Farias PARA Neto Gaia (às: 8h 40)

Em razão da pandemia decorrente da Covid-19, o Governo Federal decidiu ampliar a margem do empréstimo consignado dos segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) para 40%. No entanto, a possibilidade foi encerrada em dezembro do ano passado, retornando ao limite tradicional de 35%.

O empréstimo consignado trata-se das transações de crédito envolvendo os aposentados e pensionistas do INSS com desconto diretamente na folha de pagamento do benefício. Considerando a margem atual, 30% é destinado aos empréstimos convencionais e 5% é voltado ao cartão de crédito consignado.

Veja também: 14º salário já tem datas de pagamentos via INSS; veja as datas

Vale ressaltar que com o encerramento da ampliação da margem, a quantidade de parcelas em que os segurados poderiam dividir o seu empréstimo também foram alteradas. Agora, os beneficiários poderão parcelas a dívida em apenas 72 meses, ou seja, 6 anos. Antes a possibilidade era de 84 meses (7 anos).Leia Também

14º salário já tem datas de pagamentos via INSS; veja as datas

INSS: Qual o teto da aposentadoria e pensões em 2022?

INSS libera R$1.212 neste ano para quem nunca contribuiu; veja como receber

13º e 14º salário do INSS: Confira as datas de pagamentos dos benefícios

Outro aspecto que foi alterado no consignado diz respeitos aos juros. Anteriormente a taxa para o empréstimo estava em 1,8%, e agora passou para 2,14% ao mês. Já os juros do cartão de crédito, subiram de 2,7% para 3,06% ao mês. Lembrando que ao ano as cobranças podem chegar a 30%.

Bloqueio do empréstimo consignado

O segurado poderá bloquear o empréstimo consignado através do site ou aplicativo Meu INSS (meuinss.gov.br) ou pelo telefone 135. Neste caso, o Banco Central recomenda ao beneficiário nunca fazer os seguintes procedimentos:

  • Não pagar antecipadamente quaisquer parcelas para obter o empréstimo;
  • Buscar as melhores taxas de juros e condições oferecidas pelas instituições financeiras;
  • Observar o Custo Efetivo Total – CET, que resume o custo total da operação em percentual;
  • Certificar-se de que o banco está autorizado a funcionar pelo Banco Central. Se tem convênio com sua fonte pagadora, a instituição precisa estar conveniada ao INSS para poder oferecer empréstimo a aposentados e pensionistas;
  • Não ceder a supostos ajudadores para intermediar os processos para acelerar o crédito;
  • Não fornecer o cartão magnético ou senha do banco a terceiros;
  • Ler atentamente as informações sobre portabilidade de crédito, caso queira mudar de instituição;
  • Não contratar o empréstimo por telefone;
  • Não fornecer seu CPF ou número do cartão do INSS para terceiros;
  • Ler atentamente o documento de empréstimo consignado antes de assinar;
  • Entrar em contato com o banco responsável caso entre algum dinheiro não previsto na conta.

Por fim, o INSS informa que em hipótese alguma entra em contato com o segurado pode meio de SMS, aplicativos como WhatsApp, ligação ou e-mails para oferecer serviços de empréstimo consignado. Neste caso, fique atento a ofertas vindas desses meios.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *