ESPORTES: TRT nega liminar a Fred para suspender processo arbitral que envolve Atlético e Cruzeiro

Foto: Ilustrativa.

Fonte: SE- Atlético | Ao portal Neto Gaia -O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) negou nesta sexta-feira recurso do atacante Fred que pedia liminar para suspender o processo arbitral no caso da multa dos R$ 10 milhões ao Atlético. O centroavante do Cruzeiro tentava reverter decisão favorável ao clube alvinegro.   

Saiba mais

Quem revelou essa informação foi o vice-presidente do Galo, Lásaro Cândido da Cunha, nas redes sociais. A reportagem tentou contato com o advogado de Fred, Maurício Corrêa da Veiga, mas ele não foi encontrado para comentar a decisão. O Cruzeiro, terceiro envolvido na história, só se manifestará a respeito quando o processo for concluído na Justiça.

Fred já havia entrado com pedido de liminar, que foi negada pelo desembargador Manoel Barbosa da Silva em setembro.

Vencido na Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD), Fred levou o caso à Justiça do Trabalho e havia conseguido suspender liminarmente a multa originada pela transferência ao Cruzeiro, concretizada em dezembro de 2017. Em 12 de setembro deste ano, porém, o Atlético derrubou a liminar – o que fez com que a cobrança voltasse a valer.

Fred, então, contra-atacou e tentou conseguir mandado de segurança, para que a primeira decisão da Justiça do Trabalho voltasse a valer. Nesta segunda-feira, porém, o pedido do atacante foi negado. Com isso, a multa – agora avaliada em mais de R$ 12 milhões – segue com validade. Não é uma decisão final. A disputa seguirá na Justiça.

Entenda o caso

O imbróglio começou em dezembro de 2017, quando Fred – que acabara de rescindir contrato com o Atlético – assinou contrato com o Cruzeiro. No acordo que finalizou o vínculo com o clube alvinegro, o centroavante se comprometia a pagar R$ 10 milhões em multa caso se acertasse com o rival.

No acordo com Fred, o Cruzeiro se comprometeu a arcar com a multa. O caso, então, foi para a Justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *