Em Brasília, comissão discute porte de arma de fogo para ‘mulheres’ sob medida protetiva

ATUALIZADO ÀS 18⌚ 00 | CONTEÚDO: AGÊNCIA CÂMARA

Segui após publicidade | em Setor Bela Vista ( – ) Taguaralto-To:

(Rua: Nc 11 Qd 👉 33 | 62 9 8116-2170) (Marco: Cabelereiro)

A Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da Câmara dos Deputados realiza audiência pública nesta terça-feira (14), às 15h30, para debater a possibilidade de porte de arma de fogo para mulheres sob medida protetiva.

Foto: Pinterest

Foram convidados para falar representantes de associações e sindicatos de delegados, de instituições que lutam pela paz e pelo fim da violência contra as mulheres, dentre outros. Confira aqui a lista completa de convidados.

O deputado Delegado Antônio Furtado (PSL-RJ) explica que o objetivo do debate é discutir sobre o projeto de lei 6278/19, que altera o Estatuto do Desarmamento para autorizar o porte de arma de fogo para as mulheres sob medida protetiva devidamente decretada por ordem judicial. “Mulheres armadas e preparadas são mulheres mais seguras”, garante o deputado, ao citar um índice relacionado à queda na violência contra mulheres na cidade de Orlando (EUA), na década de 60, quando houve um curso de uso de armas de fogo para legítima defesa direcionado a mulheres.

O debate ocorrerá no plenário 14 e será transmitido pelo portal e-Democracia.

Da Redação – AC

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *