Duque ressalta equipe e diz que atenção primária tem freado o agravamento da covid-19 em ST

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Serra Talhada, nessa quinta-feira (6) trouxe a tona o triste cenário de 30 mortes por covid-19 desde que o vírus começou a infectar famílias no município. A maioria das vítimas foram idosos com comorbidades.

Agora, a capital do xaxado já contabiliza 2.216 casos confirmados, mas de acordo com o prefeito Luciano Duque (PT), que vem monitorando, pessoalmente, o trabalho da equipe da saúde, o cenário poderia ser pior, caso o atendimento na atenção básica não tivesse sendo eficaz.

“A doença se divide em três etapas, a primeira que é a virótica, quando você combate isso, faz o enfrentamento melhorando a imunidade, tomando azitromicina e outros medicamentos, no início você vai ter menos problemas de morte. Isso já foi feito em vários municípios do país, na Espanha já foi feito. Apesar de alguns questionarem que não há estudos conclusivos, mas os estudos observacionais mostram que quem agiu assim salvou mais vidas”, explicou o prefeito, durante entrevista ao Farol.

Ainda durante a entrevista, Luciano Duque justificou que os resultados positivos devem se multiplicar, afirmando que o quadro poderia ser bem pior.

“A prefeitura adotou um protocolo desde o início que vem dando resultados importantes e os médicos de Serra Talhada, a maioria sabe do que a gente está falando, ou seja, para a quantidade de contaminados que nós temos, no hospital não era para está cabendo mais ninguém.A rede de atenção primária tem freado o agravamento”, ressaltou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *