APARECIDA-GO: Ilustre Prefeito Gustavo Mendanha -Investirá R$ 135 milhões em Obras de Infraestrutura em Mobilidade (Fazendo Cada Vez Mais)

Assinatura do contrato no valor de 35 milhões de dólares foi realizada nesta quinta-feira, 12, em Brasília 

Fonte: Daniela Ribeiro – Foto: Lindomar Gomes | Ao portal Neto Gaia

O Prefeito de Aparecida, Gustavo Mendanha, assinou na manhã desta quinta-feira, 12, o contrato de financiamento para obras de infraestrutura urbana e tecnológica na cidade. O empréstimo no valor de US$ 35 milhões – equivalente a quase R$ 135 milhões, foi liberado pelo Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e será destinado para a execução do Programa de Reestruturação Viária da Bacia do Ribeirão Santo Antônio, como a construção de cinco eixos viários leste-oeste e duas pontes. A assinatura ocorreu na sede do CAF, em Brasília, com a presença do diretor representante da instituição no Brasil, Jaime Holguín.

O crédito contemplará obras de implantação e pavimentação asfáltica de eixos estruturantes e de vias residenciais, a construção de pontes e bueiros para interligar bairros, como também o desenvolvimento de estudos para o planejamento urbano de Aparecida. Os recursos de contrapartida serão próprios do Município, previstos em orçamento, e serão liberados ao longo da execução do Programa.

“Essa assinatura hoje marca uma nova era na questão da mobilidade urbana de Aparecida. Os investimentos das últimas décadas vem resultando em um melhor ambiente de negócios em Aparecida de Goiânia e com esse novo empréstimo com o CAF vamos dar mais um salto, para continuar sendo uma das cidades que mais cresce em geração de empregos no Brasil, atraindo novos investimentos e alcançando melhores níveis de desenvolvimento”, afirmou o prefeito Gustavo Mendanha.

O prefeito destacou ainda quais obras serão realizadas com os recursos. “Com o recurso vamos levar benefícios para diferentes regiões de Aparecida e proporcionar melhor qualidade de vida para população. Entre as obras estão a duplicação e pavimentação de importantes avenidas e a implantação de quatro eixos estruturantes Leste-Oeste, sendo um deles saindo do Madre Germana I em direção ao Anel Viário. Ambos são compromissos do meu plano de governo”, afirmou Gustavo Mendanha que estava acompanhado do senador Vanderlan Cardoso (Progressistas), que junto com a bancada goiana no Senado Federal, ajudou na aprovação do empréstimo.

  • O diretor representante do CAF no Brasil, Jaime Holguín, sublinhou que o banco está sempre disponível para ajudar as cidades que apresentam projetos de obras que buscam a melhoria da qualidade de vida da população. “Esta é a segunda operação do CAF com a cidade de Aparecida de Goiânia, o que demonstra uma relação de longo prazo, uma parceria entre o banco e o município, com o objetivo final de continuar aprimorando a qualidade de vida dos moradores e das condições para o crescimento da economia local”, declarou Jaime.

O secretário municipal da Fazenda, André Luis Rosa, explica como é a participação do governo federal e que a contrapartida da Prefeitura aos US$ 35 milhões, será de US$ 7 milhões. “O financiamento externo é uma modalidade de empréstimo em que o Governo Federal atua como avalista e o município planeja os investimentos e sua execução”. Segundo ele, o empréstimo só foi possível  com validação da União porque o município tem honrado os prazos e pagamentos de empréstimos realizados em outras gestões. 

O secretário ainda acrescenta que a instituição financeira foi a que mais apresentou condições que se ajustam aos interesses da administração pública municipal. “Depois de avaliar propostas financeiras ofertadas pelas instituições, a Prefeitura de Aparecida concluiu que, tendo em vista os objetivos a serem alcançados com a execução do projeto, a Corporação Andina foi a instituição que apresentou itens e condições que mais se ajustavam aos interesses da nossa cidade”, finalizou.

  • FOTO: Lindomar Gomes

Obras

A Secretaria da Fazenda de Aparecida afirma que os projetos a serem executados com os recursos do empréstimo já estão prontos, e a contratação já está em processo licitatório e marcada para acontecer ainda neste mês. A execução do Programa de Reestruturação Viária da Bacia do Ribeirão Santo Antônio, dentre suas etapas, contempla a construção de duas pontes, sendo elas entre os Bairros Campos Elísios com Jardim Florença sobre o Córrego Santo Antônio, e a ponte de interligação entre os bairros Veiga Jardim com Terra Prometida sobre o córrego Poções, na Avenida Francisco Veiga Jardim.

Consta ainda a pavimentação de mais de 20 quilômetros de vias dos quatro Eixos. O componente de pavimentação residencial consiste na implantação de aproximadamente 300.000 m² de asfalto e restauração de aproximadamente 83.158,98 m² de pavimentos em ruas já pavimentadas. O custo de implantação está estimado em aproximadamente R$ 11,5 milhões, a serem desembolsados ao longo dos quatro anos da implantação do Programa. O projeto ainda irá contemplar a construção de um bueiro em concreto armado, de cerca de 36 metros de comprimento, fazendo interligação Polo Empresarial com o Residencial Agenor Modesto, na Avenida C-7.

O programa conta ainda com a elaboração de estudos complementares, gestão ambiental, supervisão das obras ambiental, social e de segurança viária, auditoria externa, e o apoio à Unidade de Gerenciamento do Programa – UGP para a coordenação do Programa.

Primeiro financiamento junto ao CAF também foi destinado para obras de mobilidade

Este é o segundo empréstimo realizado pela Prefeitura de Aparecida de Goiânia junto ao Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF). O primeiro, realizado em 2011, também no valor de US$ 35 milhões, foi utilizado na construção de três Eixos Estruturantes Viários Norte-Sul. Todos eles estão hoje em pleno funcionamento e foram  planejados para absorver o aumento do fluxo de veículos que a cidade recebeu na última década e também pensando nos próximos 30 anos de crescimento e desenvolvimento do município.  

Os eixos ENS01/Avenida Jataí, ENS03/Vila Maria e ENS05/Elipse – cortam a cidade ligando bairros de Norte a Sul por meio de pistas largas, ininterruptas, que aliam fluidez de trânsito, segurança a pedestres e ciclistas, e paisagismo, visto que são dotadas de ciclofaixas, áreas verdes e uma composição que já prevê a ocupação futura de comércios.

Os eixos estruturantes norte-sul construídos em Aparecida fazem parte do Programa de Reestruturação Viária da Bacia do Córrego Santo Antônio. O Eixo Norte-Sul 3, que interliga o Centro de Aparecida à Vila Brasília, no limite com Goiânia, possui oito quilômetros de extensão, passando pela região da Vila Maria, dando também alternativa ao pesado tráfego da BR-153.

Já o Eixo Norte-Sul 5 é uma elipse que integra cinco avenidas e consequentemente os bairros da região da Cidade Vera Cruz, Jardim Helvécia e Bairro Cardoso, criando dois acessos à Avenida Rio Verde e três ao Anel Viário. O ENS01 possui 13,5 quilômetros de extensão – vai do Jardim Bela Vista  até o Retiro do Bosque, na região central de Aparecida, cortando os polos industriais Dimag, Daiag e Parque Industrial.

O CAF – banco de desenvolvimento da América Latina- tem como missão impulsionar o desenvolvimento sustentável e a integração regional mediante o financiamento de projetos dos setores público e privado, além do oferecimento de cooperação técnica e outros serviços especializados. Constituído em 1970 e composto atualmente por 19 países – 17 da América Latina e Caribe, junto a Espanha e Portugal – e 13 bancos privados, é uma das principais fontes de financiamento multilateral e um importante gerador de conhecimento para a região. Mas informações em www.caf.com.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *