Aparecida de Goiânia: Secretaria de Saúde Amplia de 15 para Cerca de 250 testes Semanais para diagnóstico da Covid-19

Ampliação da testagem se deve a contratação de um laboratório particular que realiza e entrega o resultado em até 24 horas

A Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia informa que até as 21 horas desta terça-feira, 28, o município atestou 269 casos com resultados negativos para Covid-19, 39 casos confirmados da doença e 21 amostras de casos suspeitos ainda estão em análise. O município registrou dois óbitos. 15 pacientes já se recuperaram do Coronavírus.

Os 10 novos casos confirmados nesta terça-feira são de testes realizados nos últimos dias. As autoridades em saúde entendem que a identificação desse aumento do número de casos confirmados é uma das consequências da ampliação da testagem, que ocorreu a partir da quarta-feira, 22, quando a Prefeitura de Aparecida contratou os serviços de laboratório particular.

Somente nesta última semana foram realizados 245 testes. Antes, o diagnóstico era realizado apenas pelo Laboratório Central (Lacen), que disponibilizava cerca de 15 testes semanais para o município. Assim, em regra, apenas pacientes com quadro clínico grave eram testados.

Atualmente, todos dos grupos prioritários que preenchem os requisitos necessários estão sendo testados. Os exames são realizados mediante prescrição médica, em pessoas com sintomas gripais acrescidas de desconforto respiratório e em pessoas com sintomas gripais leves que sejam dos seguintes grupos: idosos, trabalhadores de serviços de saúde, trabalhadores de segurança pública, portadores de comorbidades agravantes para o Coronavírus e contatos intradomiciliares de casos confirmados. Além disso, profissionais de saúde que tenham tido contato com casos confirmados, independentemente dos sintomas, também são testados.

A Secretaria de Saúde de Aparecida esclarece ainda que os dados, apresentados diariamente pelo boletim, refletem contaminações por Covid-19 ocorridas há cerca de sete a dez dias.

Ampliação dos leitos

O secretário de Saúde e coordenador do Comitê de Prevenção e Enfrentamento ao Covid-19 de Aparecida de Goiânia, Alessandro Magalhães, explica que todas as regras existentes na portaria 028 que flexibiliza a abertura dos estabelecimentos comerciais no município foram feitas com base em estudos e projeções estatísticas.

“Passamos a fazer um número maior de testes com a contratação de um laboratório particular. Além disso, entregamos em meados de abril, 30 UTIs no Hospital Municipal de Aparecida destinadas para atendimento prioritário de Covid-19, mais 60 leitos de semi-UTI; contratamos mais 13 UTIs em instituição privada e estamos com a previsão de montar mais 20 no Hmap. Tendo em vista isso e os estudos, o Comitê lançou essa nova portaria”, ponderou.

De acordo com a norma, caso 70% dos leitos reservados para pacientes com Covid-19 fiquem ocupados, as regras para retomada responsável da atividade econômica podem ser revistas a qualquer momento durante a calamidade pública em saúde, voltando o isolamento social com mais restrições.

Confira a quantidade de casos confirmados por bairro:

 Aeroporto Sul – 1
 Buriti Sereno – 1
 Cândido de Queiroz – 1
 Cidade Satélite São Luiz – 1
 Cidade Vera Cruz – 5
 Colina Azul – 3
 Conde dos Arcos – 1
 Conjunto Residencial Storil – 1
 Cruzeiro do Sul – 2
 Independência Mansões – 1
 Jardim dos Girassóis – 1
 Jardim dos Ipês – 1
 Jardim Esmeralda – 1
 Jardim Helvécia – 1
 Jardim Imperial – 1
 Jardim Luz – 2
 Jardim Mont Serrat – 1
 Jardim Olímpico – 1
 Jardim Progresso – 1
 Jardim Riviera – 2
 Madre Germana – 1
 Mansões Paraíso – 1
 Maria Inês – 1
 Parque Flamboyant – 1
 Recanto dos Emboabas – 1
 Setor dos Afonsos – 1
 Veiga Jardim – 3
 Vila Brasília – 1

Confira o perfil dos 39 casos confirmados:

 Mulheres – 25
 Homens – 14

 De 21 a 30 anos de idade – 12
 De 31 a 40 anos de idade – 9
 De 41 a 50 anos de idade – 9
 De 51 a 60 anos de idade – 6
 Acima de 60 anos de idade – 3

 Com comorbidades prévias – 8
 Internados neste momento – 2

Confira as taxas de ocupação dos leitos de UTI de Aparecida de Goiânia da rede pública e privada:

 Taxa de ocupação de UTI Adulto – Rede pública – 43%
 Taxa de ocupação de UTI Adulto – Rede privada – 28%
 Taxa de ocupação de UTI Pediátrica – Rede pública – 40%
 Taxa de Ocupação de UTI por Covid-19 – Rede Pública – 2%
 Taxa de Ocupação de UTI por Covid-19 – Rede Privada – 8%
 Taxa de ocupação total (UTI Adulto e pediátrica – rede pública e privada) – 37%Fonte: Camila Godoy

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *